Tag Archives: Veronica Roth

Resenha: Allegiant [Veronica Roth]

1 dez

Terminei neste sábado, depois de demorar taaaanto para ler, o último livro da trilogia Divergente: Allegiant (Aliança, Editora Rocco, lançamento em português em março de 2014).

O livro que, apesar de ter vazado na semana do lançamento nos EUA, vendeu mais de meio milhão de cópias apenas no primeiro dia de vendas. Tentei comprar o box na Black Friday, mas o lote esgotou antes da meia noite… Mas, o importante é que trouxe para vocês a resenha de Allegiant, a versão digital que vazou por aí.

Se você ainda não conhece a trilogia, leia as resenhas de Divergente e Insurgente!

allegiant-coverFicha Técnica:
Título – Allegiant
Autora – Veronica Roth
Editora – Harper Collins Publishers (Edição Brasileira: Rocco)
Páginas (Livro Físico): 544
Páginas (Versão Digital): 1080
Ano: 2013
Gênero: Literatura Estrangeira, Ação, Drama, Distopia
Idioma: Inglês
Sinopse:

A sociedade baseada em facções que Tris Prior acreditava está quebrada – fraturada por violência e lutas pelo poder e marcada pela perda e traição. Então, quando é oferecida a oportunidade de explorar o mundo além dos limites que ela conhece , Tris está pronta. Talvez além da cerca , ela e Tobias vão encontrar uma nova vida simples juntos, livre de mentiras complicadas, lealdades emaranhadas e memórias dolorosas.
Mas a nova realidade de Tris é ainda mais alarmante do que aquela que ela deixou para trás. Descobertas antigas são rapidamente esvaziadas de conteúdo. Novas verdades explosivas vão mudar os corações daqueles que ela ama. E mais uma vez, Tris deve lutar para compreender as complexidades da natureza humana – e de si mesma – , enquanto enfrenta escolhas impossíveis sobre coragem, lealdade, sacrifício e amor.
Contada a partir de uma dupla perspectiva fascinante, Allegiant , por Veronica Roth autora número 1 de best-seller do New York Times, conduz a série Divergente a uma poderosa conclusão ao revelar os segredos do mundo distópico que cativou milhões de leitores em Divergente e Insurgente .

 

Minha Opinião:

Como a maioria dos fãs que aguardavam ansiosos pelo desfecho da trilogia, acabei descobrindo o que aconteceria no final quando os spoillers correram as redes sociais junto com os links para download da versão digital em inglês do livro.
Porém, mesmo já conhecendo o desfecho, a escrita de Veronica Roth me conduziu a uma série de emoções que me pegaram de surpresa porque a maneira como os fatos acontecem no livro são, verdadeiramente, surpreendentes. Mesmo depois dos spoillers!
Neste último livro, a narração varia entre Tris e Tobias (Quatro) enquanto eles se aventuram além dos limites da cidade e mergulham na verdade na qual suas vidas nas facções foi alicerçada. Uma verdade repleta de mentiras.
No meio disso tudo, há perdas que os dois têm que aprender a suportar e isso, muitas vezes abala o relacionamento que eles construíram. E é muito interessante de ver a evolução dos dois nessa área, o quanto eles vão batendo de frente um com o outro até que o relacionamento deles evolua e alcance a maturidade que os fortalece. É lindo de ler!!!
E, é claro, nessa trama toda há interesses políticos dentro e fora da cidade, em um âmbito que parece fora do controle de Tris e Tobias. E se há uma palavra que pode definir esse terceiro livro, seria “recomeço”.
Isso porque a trama e mistério que envolve a fundação do sistema de facções tem a ver com recomeço. As motivações dos líderes do Bureau (local onde antes era um aeroporto e agora serve de instalações para monitoramento de tudo o que acontece  em Chicago), são inspiradas no recomeço.
E, principalmente, tudo ao redor de Tris acontece em busca de recomeços. Recomeço de relações quebradas, de amizades perdidas, recomeço em busca de perdão e em busca do auto-conhecimento.
Mas se você que está lendo esse post e já leu por aí o que acontece no final e está pensando: “Mas sem ler eu já sei que vou odiar o final!”, pelo menos insista na leitura. Allegiant é um livro que, mesmo com seus fatos que atiçam nossas emoções e nos faz sofrer junto com os personagens, me mostrou o que é o verdadeiro altruísmo e o quanto é necessário sabermos quem somos e a quem pertencemos.
Ou seja, tudo o que acontece no final é doloroso, é sofrido e emocionante, mas é compreensível para a história num todo. Eu acredito até que é um final muito mais compreensível do que de outras distopias como Jogos Vorazes, por exemplo. (Sentiu a cutucada aí, tia Suzzie Collins? Porque é pra sentir mesmo! Rum!!! rsrsrsrsrsrsrsrsrsrrs).
Além de tudo, é admirável o crescimento de personagens como Christina, Quatro e até mesmo Caleb. Só não gostei muito do desfecho dado ao personagem Peter, porque é muito utópico alguém poder ter a liberdade de fazer tudo o de ruim no mundo e depois apagar a própria memória com um soro, recebendo uma nova chance, enquanto tantos outros personagens que fizeram muito pela história tiveram um final triste e até doloroso.
Mas, analisando a obra num todo, eu achei um desfecho incrível para essa saga que conquistou o mundo de jovens leitores. Se há um livro que ensina o que é lealdade, amor, perdão e altruísmo, esse livro é Allegiant, de Veronica Roth. Porque, como Tris mesma disse, não é uma palavra ou um grupo que te define, mas são suas escolhas!

Poster 1

[Notícias] Trailer oficial de Divergente

14 nov

E como se não fosse suficiente morrer de aflição pela distopia do momento, Jogos Vorazes, agora meu coração vai ter um treco de vez!

Foi divulgado hoje, 14 de novembro, o primeiro trailer oficial de Divergente, adaptação do best-seller do New York Times da escritora Veronica Roth. Assim como Jogos Vorazes de Suzanne Collins e The Maze Runner de James Dasher, Divergente ganha as telas do cinema após o sucesso estrondoso da obra literária com o público jovem que se afeiçoou ao gênero de distopias futurísticas.

Sob a direção de Neil Burger, o elenco composto por Shailene Woodley, Theo James, Kate Winslet Zöe Kravitz, Ansel Elgort, Maggie Q, entre outros, dão vida aos personagens dessa trilogia que tem estreia prevista dia 21 de março de 2014.

 

E em breve trarei a vocês a resenha dessa história que se tornou uma das minhas favoritas de 2013 e que está me deixando com o coração na boca com tanta ação e tantas emoções em Allegiant!

Notícia: Sinopse de Allegiant é revelada

31 jul

Foi divulgado pela Amazon e disponibilizado no site Divergente Brasil, a sinopse do terceiro livro da série Divergente, de Veronica Roth. Confira o texto retirado das abas do livro, que está em processo de impressão e tem lançamento previsto para 22 de outubro.

pic

Foto do processo de impressão das capas de Allegiant (Crédito: Divulgação/ Divergente Brasil)

A sociedade baseada em facções em que Tris Prior uma vez acreditou está estilhaçada; fraturada pela violência e luta pelo poder e marcada pela perda e traição. Então, quando aparece uma chance de explorar um mundo fora dos limites que ela conhece, Tris está pronta. Talvez além da cerca, ela e Tobias encontrarão uma nova e simples vida juntos, livre de mentiras complicadas, lealdades questionáveis, e memórias dolorosas. Mas a nova realidade de Tris é muito mais alarmante do que a que ela deixou pra trás. Descobertas antigas são rapidamente esvaziadas de seu significado. Verdades explosivas mudam o coração daqueles que ela ama. E mais uma vez, Tris deve lutar para compreender as complexidades da natureza humana – e a dela mesma – enquanto encara escolhas impossíveis sobre coragem, lealdade, sacrifício e amor.” Contado por duas perspectivas, Allegiant, escrito pela autora #1 best-seller do New York Times, Veronica Roth, traz a série Divergente à uma conclusão poderosa enquanto revela segredos do mundo distópico que cativou milhões de leitores em Divergente e Insurgente.

Esse livro promete, hein? Confira também mais um still da adaptação do primeiro livro, Divergente, onde vemos Shailenne Woodley e Ansel Elgort nos papeis de Tris e Caleb Prior. Parece que essa é a cena do dia da mudança de facção!

988683_618640618154910_537606783_n

Crédito: Blog Jovem Leitor

 

Ainda não conhece a série? Então leia a resenha de Divergente e Insurgente.

Resenha: Insurgente [Veronica Roth]

18 jul

Onda, onda, olha a onda… De distopias! #SongJokeFail

Passei meses louca pela continuação de Divergente (resenha aqui), aí quando lançam e eu finalmente consigo a versão digital, ela está cheia de erros. Esse é o relato real de uma leitora desempregada há sete meses e que chora suas agruras no blog! rsrsrsrs

Enfim, uma grande amiga me mandou há pouco mais de um mês uma versão digital melhor do que a dita cuja que eu havia conseguido anteriormente, então pude finalmente ler e entender essa saga que está gerando muito barulho por aí. Uns têm a audácia (quem leu a saga vai entender o trocadilho!) de dizer que se parece com Jogos Vorazes, de Suzanne Collins. Para mim, a única semelhança entre as duas trilogias é apenas o fato de serem distopias, já que o enredo é diferente e a linguagem é diferente. Mas vou detalhar isso depois e deixarei para vocês, leitores do CP tirarem suas conclusões.

Ficha Técnica:

0000 Insurgente

Autora – Veronica Roth
Editora – Rocco
Gênero – Literatura Juvenil
Ano – 2013
Páginas – 512

 

 

 

 

 

Sinopse:

Mais uma inebriante e emocionante história, repleta de reviravoltas, corações partidos, romance e poderosas revelações sobre a natureza humana. Na Chicago futurista criada por Veronica Roth em Divergente, as facções estão desmoronando. E Beatrice Prior tem que arcar com as consequências de suas escolhas.
Em Insurgente, segundo volume da bem-sucedida série de distopia que conquistou os fãs de Jogos Vorazes e alcançou o primeiro lugar na disputada lista dos mais vendidos do The New York Times, a jovem Tris tenta salvar aqueles que ama e a própria vida enquanto lida com questões como mágoa e perdão, identidade e lealdade, política e amor.

Minha Opinião:

Na sequência eu não me decepcionei em nada. Todas as minhas expectativas foram atendidas e até superadas.
Veronica Roth explora em Insurgente a relação de Tris com as pessoas ao seu redor depois de todas as perdas em Divergente. E ela tem que aprender a lidar com essas perdas ao mesmo tempo que tenta se perdoar, já que a culpa pelo o que ela fez ao Will a corrói e assombra, além da culpa de manter isso em segredo de Quatro e Chris por tanto tempo.
Mas, quando ela consegue revelar o que fez, a relação dela com Quatro se abala de novo quando toda a ação que os rodeia acaba os dividindo. Tris não confia nem na mãe, nem no pai de Quatro, mas quando ela acha conveniente trabalhar com Marcus Eaton, isso deixa Quatro completamente irritado. E até certo ponto eu dou razão a ele, porque, mesmo sendo útil para as intenções de Tris, Quatro conhece o lado obscuro do pai como ninguém e mostrou esse lado a ela. O mínimo que ela poderia fazer era pelo menos compreender e não querer bater de frente.
E essa postura tão desafiadora da Tris me irritou profundamente em diversos momentos (curioso isso não, já que essa mesma postura foi tão motivadora no primeiro livro, né?). Isso porque ela começa a cometer idiotices impulsivas que, novamente, afetam o relacionamento dela com Quatro.
Me emocionei muito quando percebi o quanto Quatro ama a Tris e o quanto tudo o que aconteceu e continua acontecendo ao redor dele o deixa frustado com a situação do relacionamento deles. Isso me deixou ainda mais ansiosa para ler os ebooks que Veronica liberará com o ponto de vista dele, assim vou conseguir assimilar melhor esses sentimentos todos dele em Insurgente.
Mas, voltando, também fiquei comovida com alguns momentos de Tris. Como esse:

“Tris”, ele diz com firmeza. Ele nunca me mima. Eu desejo que, só desta vez, ele me mime. “Você tem que fazer. Você tem que sobreviver a isso.”

Senti como se ela estivesse choramingando, um reflexo da menina que ela ainda é apesar de suas atitudes tão maduras.
No meio de toda essa intensidade do relacionamento de Tris e Quatro temos a guerra que está acontecendo sob o comando de Jeanine Mathews, líder da facção Erudição. E é nessa facção onde os protagonistas encontram as respostas que procuravam e se surpreendem com alguns fatos que explicam com mais clareza o cenário político da série, ao mesmo tempo que deixa um gancho para o último livro Allegiant.
E preciso dizer: Veronica me surpreendeu muito! Especialmente com os personagens Caleb (irmão de Tris) e Peter (iniciado do Destemor que tentou matar Tris). Isso me trouxe a reflexão do quanto nos enganamos com a imagem que construímos das pessoas ao nosso redor e do quanto confiança e lealdade são sentimentos frágeis e voláteis. Esses dois personagens tiveram seus motivos para agirem da maneira que agiram, mas trazem em seus atos essa profunda mensagem.
E, no fim, achei que Insurgente trabalhou bastante essa questão das relações humanas, mais até do que as questões políticas que envolvem essa história distópica. Até pelo desfecho, quando eles descobrem a informação que tanto procuravam, percebemos isso já que Tris está muito mais ligada em toda a trama do que ela mesma imaginava, graças às relações familiares que ela tem e, também à sua relação com Quatro, cujo sobrenome tem muita importância entre os Sem Facção.
Quanto ao livro no aspecto físico, eu não consigo avaliar com plenitude, já que só tive acesso à versão digital. Mas eu ainda continuo encantada pela arte gráfica que compõe a capa, com a árvore que simboliza a Facção Amizade, mas quase completamente desfolhada e com os galhos secos. Depois que eu terminei de ler e tive essas reflexões que detalhei anteriormente, compreendi o significado dessa capa e amei, porque realmente expressa o que eu entendi como a essência do livro: as relações humanas e os ramos que as mantém unidas.
Agora, só nos resta esperar. E esperar, esperar, esperar. Estou ansiosíssima para ler Allegiant e os quatro ebooks no ponto de vista de Quatro, mas também não vejo a hora de assistir à adaptação! Isso porque se você amou ver Kate Winslet como mocinha em Titanic, vai pirar vendo ela como vilã na saga Divergente, no papel de Jeanine, líder da Erudição! #ElaPode

tumblr_mh6gjdlVbb1rwor04o1_500

Notícias: Mais um pouquinho de Tobias Eaton para os fãs de Divergente

18 jun

Para quem está ansioso, contando os dias até o lançamento do primeiro filme da franquia Divergente (21 de Março de 2014) ou o lançamento de Allegiant – terceiro livro da saga – em 22 de outubro desse ano, tem mais uma data para acrescentar nessa contagem: 24 de Setembro de 2013.

Nesse dia será liberada aos brasileiros a primeira de uma série de quatro histórias pelo ponto de vista de Tobias Eaton/Quatro, personagem que será interpretado nas telonas por Theo James. Esse primeiro livro se chamará The Transfer (O Transferido).

2  1370621616_6176_Div

Parece que o ebook “Free Four“, com o ponto de vista do personagem sobre um trecho de Divergente fez tanto sucesso que a autora Veronica Roth decidiu agradar os fãs quadruplicando essa experiência. (Entenderam? Quadruplicar = Quatro = Tobias Eaton… Leitores da série entenderam esse trocadilho! rsrsrsrs)

Leia a seguir a nota publicada pelo Divergent Life:

“Fãs da série Divergente da autora de bestseller Veronica Roth vão ficar entusiasmados por ‘The Transfer’, a primeira de quatro histórias contadas pela perspectiva do Quatro. Cada história explora o mundo de Divergente pelos olhos do misterioso, porém carismático, Tobias Eaton, revelando fatos nunca conhecidos antes da sua personalidade, do seu passado e dos seus relacionamentos.”

four__tobias_eaton_by_xsavannahxx-d55as7t

 

 

A Fanpage do site Divergente Brasil divulgou uma tabela com os lançamentos das quatro histórias pelo ponto de vista de Quatro:

– The Transfer (O Transferido): 24 de Setembro de 2013
– The Initiate (O Iniciado): 17 de Dezembro de 2013
– The Son (O Filho): 21 de Janeiro de 2014
– The Traitor (O Traidor): 11 de Fevereiro de 2014

Para quem não conhece a saga, confira a resenha que o Claquete de Papel publicou aqui.

Embora no Brasil o livro só tenha previsão de lançamento em setembro, já é possível adquirir o ebook em inglês aqui.

 

Pois é minha gente, 2013 é o ano de Jogos Vorazes (Em Chamas, 15 de novembro), mas a partir de 2014 teremos mais séries distópicas adaptadas aos cinemas que vêm com tudo para bater qualquer recorde de bilheteria da série de Suzanne Collins! Será que essa série de livros no ponto de vista de Tobias/Quatro terá adaptação também? Façam suas apostas!

tumblr_m5i3ty5XhS1rt6tvco1_500

Sites pesquisados:

Divergente Brasil

Harperteen

Adoro Cinema

Tá na net: Still da iniciação de Tris em Divergente

16 maio

Já publicamos aqui sobre o primeiro still da adaptação da série distópica de Veronica Roth, Divergente. Na primeira imagem, tínhamos a atriz Shailene Woodley na famosa cena das facas que são atiradas contra a sua personagem, Tris.

Agora, Shailene aparece na beirada do edifício Spiegel, em Chicago, para a cena da iniciação de Tris na facção da Audácia (ou Destemor, em algumas traduções).
Nessa cena publicada pela Entertaiment Weekly, Tris se joga em um tipo de buraco negro formado pelo pátio do prédio e que, no fundo, é uma das entradas para as instalações da sua nova facção. Além da altura aterrorizante, percebemos também o figurino de Abnegação em Shailene.

936164_496574627076952_363095274_n

O site Divergente Brasil publicou uma matéria com trechos da entrevista ao diretor da adaptação, Neil Burger, sobre detalhes da gravação dessa cena.

E as novidades em torno dessa série que virou febre não param por aí! Confira a capa do terceiro livro, Allegiant, que foi liberada no site oficial de Veronica Roth!

946903_457063067709035_2094026506_n

Tá na net: Primeiro Still de Divergente é divulgado!

24 abr

Foi publicada na fanpage da distopia, prevista para estreiar em 2014, a primeira imagem de Divergente. Na cena – uma das mais aguardadas pelos fãs onde Quatro (personagem interpretado por Theo James) atira facas em Tris (personagem de Shailene Woodley).

A imagem foi publicada originalmente no site da revista americana Entertainment Weekly às 13:20 dessa quarta-feira, 24.

562509_451135018301840_644762077_n

Leia o artigo que foi publicado junto com a imagem clicando aqui.

E as notícias aos fãs da saga de Veronica Roth não param por aí! Segundo o Divergente Brasil, foram anunciados os atores que farão, respectivamente, Andrew Prior e Natalie Prior, pais de Tris: Ninguém menos que Tony Goldwyn e Ashley Judd.

Além disso, foi anunciado o título do último livro da trilogia, que será lançado dia 22 de outubro nos Estados Unidos. De acordo com o anúncio feito na USA Today pela própria Veronica Roth, o nome será “Allegiant”.

Agora só nos resta sentar e esperar até esses lançamentos, certo? Errado! Vou terminar de ler a minha versão digital de Insurgente e, assim que surgir um dinheirinho extra vou correndo aproveitar a promoção da Submarino para ter em mãos os dois livros!!!!

Sites pesquisados:

Fanpage Divergente

Divergente Brasil

Entertainment Weekly

Divergente BR

Resenha: Divergente

10 abr

Após o sucesso do primeiro filme da trilogia Jogos Vorazes, de Suzanne Collins, as obras  Distópicas tornaram-se febre e vem ganhando cada vez mais leitores. Sou uma grande fã desse gênero que busca traçar cenários em um mundo pós apocalíptico e comecei a gostar justamente após ler Jogos Vorazes e assistir ao primeiro filme da trilogia.

Hoje falaremos sobre a série Divergente, de Verônica Roth.

Abaixo segue a sinopse do livro e, em seguida os meus comentários.

“Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em 5 facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível.Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto. A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é. E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive.”

Minha análise:

Eu ainda estou lendo Insurgente – segundo livro da série -, mas já posso dizer que gostei muito da história. A questão da aptidão te leva a refletir quais são suas virtudes e, se você estivesse no lugar de Beatrice/Tris, em qual camada da sociedade você se enquadraria. Achei uma história muito envolvente, cheia de ação e que te prende do começo ao fim. Os personagens são muito intensos, que possuem tantos detalhes físicos e de personalidade que você tem uma visualização nítida deles.
Ainda não pude comprar o livro, tendo realizado minha leitura por e-book via celular. Mas achei bem agradável e a arte da capa é inspirada no símbolo de uma das facções.

A série vem fazendo tanto sucesso que a Summit já comprou os direitos do filme e promete lançamento para março de 2014. Para interpretar o casal principal – Beatrice/Tris e Tobias/Quatro – foram escolhidos Shaylene Woodley (“The Amazing Spiderman 2”, “Os Descendentes” e cotada para “A Culpa é das Estrelas”) e Theo James.

Mas não para por aí! De acordo com informações da Variety, o elenco para a adaptação cinematográfica da série vai contar ainda com nomes como Zoë Kravitz, Ansel Elgor, Maggie Q e Kate Winslet.

Confira mais notícias sobre a série Divergente aqui.

Ainda não conhece a história? Compre o livro no Submarino, ou faça o download da versão em PDF aqui.

A série ainda conta com um terceiro livro, chamado Free Four, que é o ponto de vista de Quatro sobre um trecho de Divergente. Vale a pena conferir antes de ler Insurgente!

Confira o que outros blogs estão dizendo sobre Divergente:

http://theserialreader.blogspot.com.br/2013/04/novidades-elenco-de-divergente.html

http://liproninonline.blogspot.com.br/2013/04/mais-tres-atores-juntam-se-ao-elenco-de.html

http://deia-galvao.blogspot.com.br/2013/03/elenco-de-divergente.html

Ficha Técnica:

Título: Divergente

Autor: Veronica Roth

Editora: Rocco

Páginas: 504

Onde comprar: Livraria Cultura

Quatro Notas

E algo mais...

BOOK GRAPHICS

A busy author's best friend

That's My Happy Place

“Li livro durante toda a minha vida. E, quando mais precisei lê-los, os livros me deram tudo o que pedi e mais."

everythingofnothing

tudo o que se cala, se transforma...

Camafeu da Lia

O Diário de Uma Águia Francesa

Fome de Leitura

Resenhas de livros, indicações e tudo para quem, assim como nós, adora devorar um livro!

Revista Marabá

Tudo o que envolve cinema e ações que incentivam o gosto pela sétima arte

Espartilho

Entendendo o universo feminino

Brunices

Livros, séries, filmes, música, e tudo o mais que a minha cabeça quiser e inventar :D

deixadenerdice

e vamos tomar uma cerva?

The WordPress.com Blog

The latest news on WordPress.com and the WordPress community.