Tag Archives: Livros

Notícias: Andross Editora publica obras de autores em início de carreira

6 jan

Gosta de escrever? E já imaginou ter seus textos publicados???

Nem pense em começar a descrever a lista de desculpas para ainda não ter sequer tentado trazer a público as ideias escritas que até hoje guardou apenas para você!!!

A Andross Editora está em mais uma iniciativa de fomentar o surgimento de escritores nacionais. No segundo semestre de 2014, durante a 4ª edição do evento Livros em Pauta, publicará livros de vários gêneros onde um dos autores pode ser você! Confira abaixo os detalhes de cada livro a ser publicado e identifique qual o gênero a sua obra (que eu tenho certeza que você não vai deixar a oportunidade passar, e vai enviar!) se enquadra:

AMOR NAS ENTRELINHAS: CONTOS DE AMOR EM FORMA DE CARTAS, E-MAILS, PÁGINAS DE DIÁRIO E OUTRAS FORMAS DE REGISTRO ESCRITO

amor entrelinhas capaO papel tem a magia de acolher palavras difíceis de serem ditas em voz alta, e que, muitas vezes, foram manchadas por lágrimas de alegrias ou de tristezas, correspondidas ou rejeitadas. Amor nas Entrelinhas é uma coletânea de cartas de amor, escritas por quem soube transpor para o papel todas as cores do coração e as sutilezas do amor.

ORGANIZAÇÃO:Leandro Schulai

 

 

UTOPIA: CONTOS FANTÁSTICOS

utopia_frenteExiste um lugar no universo onde as coisas são diferentes do que conhecemos. Nele, a fantasia impera de maneira surreal, de forma que criaturas antagônicas e quiméricas coexistam naturalmente e incidentes sobrenaturais façam parte do cotidiano. Entretanto, esse ideal de perfeição pode não ser assim tão harmônico. Conheça UTOPIA, onde o extraordinário é comum.

ORGANIZAÇÃO: Alex Mir

 

FRACTAIS DA ALMA: ANTOLOGIA DE POEMAS

fractais capa eA alma dentro da alma, sentimentos dentro de sentimentos… Partes divididas e, ainda assim, iguais, em escalas cada vez menores, rumo ao íntimo e infinito do ser humano. FRACTAIS DA ALMA reúne poemas de autores que se voltaram para o seu interior e de lá trouxeram emoções nunca antes colocadas em palavras.

ORGANIZAÇÃO: Edson Rossatto

 

HORAS SOMBRIAS: CONTOS SOBRENATURAIS, DE SUSPENSE E DE TERROR

Horas Sombrias frenteDizem que quando nos divertimos, o tempo passa depressa. Não é o caso da leitura deste livro. Você mergulhará em um universo de horror e medo, onde momentos de desespero, angústia e agonia se arrastarão por horas sombrias e intermináveis.

ORGANIZAÇÃO: Alfer Medeiros

 

AQUARELA: CONTOS E CRÔNICAS DE TEMÁTICA LIVRE

aquarela_capaLuz, sombras. Formas, linhas. E cores. Elas que trazem vida às ideias, iluminam, ocultam, criam e recriam. É nesta paleta de tintas que seus autores expõem estilos próprios, imaginam e registram em palavras, frases, textos e contextos. Matizes variados, livres em sua essência e prontos para ganhar o mundo.

ORGANIZAÇÃO: Helena Gomes

 

XEQUE-MATE: CONTOS POLICIAIS

xeque mate capaMuitos se voltam para o crime por fome, por necessidade e até mesmo pela esperança de uma vida melhor. Mas e quando o ego é o principal motivo? Criminosos se consideram artistas — ou jogadores —, e blefam, manipulam, exploram… Sua arma mais poderosa é o intelecto. Neste livro, verdades serão reveladas por mentes voltadas exclusivamente à prática do crime perfeito. E quando este se torna arte, deixa de ser somente um caso comum e se transforma no desafio mais intrigante de suas vidas.

ORGANIZAÇÃO: Bruno Anselmi Matangrano

 

 

 

Para participar, acesse o site www.andross.com.br para ler o regulamento e enviar o seu texto para avaliação. O prazo para envio das obras é 28 de fevereiro, lembrando que: a publicação dos livros acontecerá em agosto durante a 4ª edição do Livros em Pauta.

 

Fonte:
Andross Editora

Anúncios

Notícias: Para encarnar personagem, Shailene Woodley doará cabelo para crianças com câncer

16 ago

Como sabemos, a atriz Shailene Woodley (Os Descendentes, Trilogia Divergente), interpretará Hazel Grace na adaptação de “A Culpa é das Estrelas”, produção cinematográfica baseada no livro homônimo de John Green.

Na história, a adolescente Hazel passa por um tratamento contra um câncer na garganta com metástase nos pulmões e se apaixona por Augustus Waters, um rapaz que conhece no grupo de apoio e com quem vive lições de vida no pouco tempo que lhes resta e que muitas pessoas jamais aprenderão em seus longos anos de existência.

E foi John Green que anunciou a decisão da atriz Shailene de cortar suas longas madeixas e doá-las para o Children With Hair Loss, uma organização que fornece perucas naturais para crianças que sofrem com o tratamento contra o câncer. A notícia foi divulgada no site brasileiro Omelete e compartilhada na rede social da editora Intrínseca, responsável pela publicação da obra de John Green no Brasil.

O roteiro da adaptação é assinado por Scott Neustadter e Michael H. Weber e o filme será dirigido por Josh Boone. O autor John Green afirmou que a decisão de doar o cabelo veio da atriz e não dos estúdios.

É ou não um tapa na cara de umas atrizes brasileiras que ficaram de frescura diante da possibilidade de cortar o cabelo para interpretar o mesmo drama nas telas?????

shailene-woodley-435nicole-lidia

 

 
Para quem não conhece a história dessa obra de sucesso de John Green, leia a resenha de A Culpa é das Estrelas feita pelo Claquete de Papel.

 

Fontes:
Omelete
Fanpage Editora Intrínseca

Notícias: É revelado nome e capa de terceiro livro da Série Estilhaça-me

8 ago

A espera – ou parte dela – acabou! Tahereh Mafi, autora da Série Estilhaça-me finalmente divulgou o nome e a capa do terceiro livro da trilogia distópica que tem previsão de lançamento em fevereiro nos Estados Unidos.

A conclusão que eu cheguei? Eu deveria ter feito um bolão porque eu sabia que se chamaria Ignite Me (Clique para ver a capa ampliada)!!!

ignitemefull (1)

A notícia foi divulgada no Hollywood Crush, programa da MTV, e Tahereh Mafi escreveu uma nota que foi publicada no site oficial do programa. Confira:

Texto Original

Hi guys!
I’m so so thrilled to be able to share this final cover with you all. The “Shatter Me” series is swiftly coming to a close, and though it’s a bittersweet feeling, I’m anxious for everyone to know how the story will end. Also I’m hoping we can still be friends after you finish reading.Ahem.
If you follow me around the internet, you know I’ve teased you a lot about what may or may not happen in book 3, but the truth is, most of the time I was just messing with you. What actually happens in the third book is probably almost definitely not what you think is going to happen. (Don’t let the title fool you! “Ignite” is so much more than it seems.)
Of this final book I can promise you this much, though: Juliette is back. She’s pissed. And she’s ready to kick some ass. No regrets.
And mom, if you’re reading this, I’m sorry I just said ass on the Internet. Twice.
-Tahereh Mafi

Tradução

Hey pessoal!
Estou tão tão feliz de ser capaz de compartilhar essa capa final com todos vocês. A série “Shatter Me” está chegando ao fim rapidamente e, apesar de ser um sentimento agridoce, eu estou ansiosa para que todos possam saber como a história vai acabar. Também estou esperando que nós possamos ser amigos depois que terminar a leitura. Ahem.
Se você me segue por aí na internet, você sabe que eu brincava muito sobre o que pode ou não acontecer no livro 3, mas a verdade é que, na maioria das vezes eu só estava brincando com você. O que realmente acontece no livro 3 é, provavelmente, quase definitivamente, não é o que você acha que vai acontecer. (Não deixe o título te enganar! “Ignite” é muito mais do que parece.)
Deste livro final eu posso te prometer isso, no entanto: Juliette está de volta. Ela está chateada. E ela está pronta para chutar alguns traseiros. Sem arrependimentos.
E mamãe, se você está lendo isso, me desculpe por ter dito bunda na internet. Duas vezes.
– Tahereh Mafi

 

A seguir, o print do tweet com o anúncio da autora:

Ignite Me

No Brasil, a trilogia é publicada pela Editora Novo Conceito e ainda não tem data de lançamento do terceiro livro. Ao Entertainment Weekly, Tahereh confirmou que pode haver um ou mais contos de ponto de vista de personagens diferentes, seguindo o sucesso do conto “Destroy Me”, publicado entre o primeiro e segundo livro no formato de ebook.

Agora é sentar e esperar pela conclusão dessa trilogia né??? E fique ligado no CP porque em breve postarei a resenha de Estilhaça-me, Destrua-me e Liberta-me para vocês!

Fontes:
Hollywood Crush MTV
Up! Brasil
Twitter Tahereh Mafi

Eventos: “Bate papo com autores” [Semana do Livro Nacional]

18 jul

Olá meus queridos bookaholics!

Estive sumida, mas voltei com esse evento super bacana!

A autora Keila Gon me encaminhou um e-mail com as informações desse encontro de autores que vai acontecer na Livraria Saraiva, no Shopping Iguatemi em Campinas, São Paulo. Quem comparecer, participará de uma tarde de bate-papo, autógrafos e sorteios que celebram a Semana do Livro Nacional.

Quer jeito melhor de comemorar que esse? Livros, autores e muita conversa sobre livros???  😉
O encontro acontece no dia 20 de Julho, à partir das 16h.

 

Você pode conferir os detalhes da programação nas redes sociais da Semana do Livro Nacional:

Site | Fanpage | Twitter | Grupo no Facebook

Notícias: Mais um pouquinho de Tobias Eaton para os fãs de Divergente

18 jun

Para quem está ansioso, contando os dias até o lançamento do primeiro filme da franquia Divergente (21 de Março de 2014) ou o lançamento de Allegiant – terceiro livro da saga – em 22 de outubro desse ano, tem mais uma data para acrescentar nessa contagem: 24 de Setembro de 2013.

Nesse dia será liberada aos brasileiros a primeira de uma série de quatro histórias pelo ponto de vista de Tobias Eaton/Quatro, personagem que será interpretado nas telonas por Theo James. Esse primeiro livro se chamará The Transfer (O Transferido).

2  1370621616_6176_Div

Parece que o ebook “Free Four“, com o ponto de vista do personagem sobre um trecho de Divergente fez tanto sucesso que a autora Veronica Roth decidiu agradar os fãs quadruplicando essa experiência. (Entenderam? Quadruplicar = Quatro = Tobias Eaton… Leitores da série entenderam esse trocadilho! rsrsrsrs)

Leia a seguir a nota publicada pelo Divergent Life:

“Fãs da série Divergente da autora de bestseller Veronica Roth vão ficar entusiasmados por ‘The Transfer’, a primeira de quatro histórias contadas pela perspectiva do Quatro. Cada história explora o mundo de Divergente pelos olhos do misterioso, porém carismático, Tobias Eaton, revelando fatos nunca conhecidos antes da sua personalidade, do seu passado e dos seus relacionamentos.”

four__tobias_eaton_by_xsavannahxx-d55as7t

 

 

A Fanpage do site Divergente Brasil divulgou uma tabela com os lançamentos das quatro histórias pelo ponto de vista de Quatro:

– The Transfer (O Transferido): 24 de Setembro de 2013
– The Initiate (O Iniciado): 17 de Dezembro de 2013
– The Son (O Filho): 21 de Janeiro de 2014
– The Traitor (O Traidor): 11 de Fevereiro de 2014

Para quem não conhece a saga, confira a resenha que o Claquete de Papel publicou aqui.

Embora no Brasil o livro só tenha previsão de lançamento em setembro, já é possível adquirir o ebook em inglês aqui.

 

Pois é minha gente, 2013 é o ano de Jogos Vorazes (Em Chamas, 15 de novembro), mas a partir de 2014 teremos mais séries distópicas adaptadas aos cinemas que vêm com tudo para bater qualquer recorde de bilheteria da série de Suzanne Collins! Será que essa série de livros no ponto de vista de Tobias/Quatro terá adaptação também? Façam suas apostas!

tumblr_m5i3ty5XhS1rt6tvco1_500

Sites pesquisados:

Divergente Brasil

Harperteen

Adoro Cinema

Resenha: A Sangue Frio

23 abr

A resenha de hoje é sobre um livro que eu li na faculdade e que – entre tantos outros que me marcaram nessa fase -, ficou gravado em minha memória.

A Sangue Frio, de Truman Capote, foi publicado em 1966 e relata detalhes sobre o assassinato brutal de uma família no interior do estado de Kansas, nos Estados Unidos.

A ideia para escrever o livro surgiu quando Capote leu uma nota em um jornal que noticiava o assassinato da família Clutter em 1959. O resultado de suas apurações foi publicado em quatro partes na The New Yorker.

Leia a seguir a sinopse do livro:

O americano Truman Capote foi um escritor versátil: produziu textos de qualidade em vários gêneros (contos, peças, reportagens, adaptações para TV e roteiros para filmes). Mas sua grande obra foi o romance-reportagem A Sangue Frio, que conta a história da morte de toda a família Clutter, em Holcomb, Kansas, e dos autores da chacina.Capote decidiu escrever sobre o assunto ao ler no jornal a notícia do assassinato da família, em 1959. Quase seis anos depois, em 1965, a história foi publicada em quatro partes na revista The New Yorker. Além de narrar o extermínio do fazendeiro Herbert Clutter, de sua esposa Bonnie e dos filhos Nancy e Kenyon – uma típica família americana dos anos 50, pacata e integrada à comunidade -, o livro reconstitui a trajetória dos assassinos.Perry Smith e Dick Hikcock planejaram o crime acreditando que se apropriariam de uma fortuna, mas não encontraram praticamente nada. Perry era um sonhador. Teve criação conturbada e violenta, e achava que a vida lhe tinha dado golpes injustos. Dick, considerado o cérebro da dupla, queria apenas arrebatar o dinheiro e desaparecer.Presos e condenados, ambos morreram na forca em 1965. Publicado no mesmo ano da execução dos assassinos, A Sangue Frio rapidamente se tornou um sucesso de crítica e vendas, rendendo alguns milhões de dólares ao autor.A intensa relação que Capote estabeleceu com suas fontes foi determinante para o êxito da obra. Além de passar mais de um ano na região de Holcomb, investigando e conversando com moradores, ele se aproximou dos criminosos e conquistou sua confiança. Traçou um perfil humano e eloqüente dos dois meninos, como costumava chamá-los.Por seu estilo que combina a precisão factual com a força emotiva da criação artística – um romance de não-ficção, nas palavras do próprio autor -, A Sangue Frio é um marco na história do jornalismo e da literatura dos Estados Unidos. Reflexão sutil sobre as ambigüidades do sistema judicial do país, o texto desvenda o lado obscuro do sonho americano.

Ficha Técnica (Lojas Americanas):

Título: A Sangue Frio
Autor: Truman Capote
Editora: Companhia das Letras
ISBN: 8535904115
Páginas: 440
Edição: 1
Tipo de capa: Brochura
Ano: 2003
Idioma: Português

Conheça algumas capas do livro:

a-sangue-frio asanguefrio2 livro_a_sangue_frio_2edicao livro-a-sangue-frio-truman-capote_MLB-O-235654538_1094 tc

Minha opinião:

Quando eu comecei a ler A Sangue Frio, estava meio traumatizada pela última leitura que os professores haviam passado: “Chatô, O Rei do Brasil”, de Fernando Morais. Algum dia eu farei uma resenha contando lamuriando essa leitura tão importante cansativa para vocês!

Mas voltando ao Capote, eu iniciei a leitura meio empurrada. E no começo do livro é tudo muito chato de ler porque em alguns momentos Capote é muito detalhista, dando o tipo de descrição que torna a dinâmica de leitura mais lenta e cansativa. Mas conforme você vai conhecendo não apenas os eventos que antecedem a morte de cada membro da família Clutter, como também o passo a passo dos assassinos, você acaba se empolgando na leitura e então, quando percebe, o livro já acabou.

Acabou e deixou você com terríveis pesadelos!

Não sei vocês, mas quando eu assisto um filme de terror não fico com medo porque eu sempre digo para mim mesma que aquilo não foi real, que para fazer o monstro ou assombração foi preciso uma equipe de maquiagem por trás e nas cenas de morte são dublês e próteses que simulam membros cortados. Mas quando eu assisto programas policiais, daqueles que dão ênfase a cada detalhe de um assassinato como se fosse o evento mais espetacular do ano, acabo não conseguindo dormir à noite.

E com o livro A Sangue Frio foi assim. Por mais que algumas pessoas digam que essa obra foi uma fraude de Truman Capote, eu acabei ficando impressionada com o relato desse crime que chocou a sociedade americana na época. Só para vocês entenderem, a cidade onde tudo acontece é no interior de um estado que já é considerado interior pelos americanos, e é uma época onde tudo é pacato e pacífico.

Não vou dar spoilers sobre os motivos – que para mim não são motivos – dos assassinos e nem como os membros são mortos. Mas tudo acontece de maneira tão brutal que parece até surreal. Quando eu terminei de ler o livro, fiquei questionando até que ponto o ser humano é capaz de ir por motivos tão frios e inexplicáveis.

Mas apesar dos pesadelos, esse livro foi muito marcante na minha formação acadêmica porque me mostrou como é a estrutura de uma  reportagem literária e me fez entender melhor o que é o romance não ficcional, que alguns consideram um divisor de águas para o chamado Novo Jornalismo.

Para quem gosta dessa pegada policial, é um livro que eu super indico porque, como eu já disse, é rico em detalhes dos eventos que levam ao assassinato e também porque, ao contrário de tudo o que você já deve ter lido do gênero policial, é algo que aconteceu de verdade, com pessoas de verdade, e isso torna tudo muito mais vívido e emocionante.

3a SmithHickockS

Os assassinos, Richard Hickock e Perry Smith, em fotografia quando foram capturados

familiaclutter1

As vítimas (em sentido horário): Herbert Clutter, Bonnie Clutter, Kenyon Clutter e Nancy Clutter

Garden City Telegram bx

Jornal regional noticiando o assassinato da família Clutter

 

Leia também:

“A Sangue Frio errou, e daí?” – Revista Veja

“A Sangue Frio, romance de Truman Capote, é uma farsa jornalística?” – Revista Bula

“Policial americana quer reabrir caso ligado ao livro A Sangue Frio” – Portal G1

Sites pesquisados:

Lojas Americanas

Globo – Portal G1

Infoescola

 

Feliz aniversário de 200 anos de Orgulho e Preconceito!

17 abr

Navegando na internet para fazer o quote do dia, acabei descobrindo que no dia 28 de janeiro de 2013 completou 200 anos desde que a primeira edição do aclamado Orgulho e Preconceito, de Jane Austen, foi lançado. O Claquete de Papel está meio atrasado no parabéns, mas o que vale é celebrar o máximo possível uma data dessas não é? =)
Lançado em 1813 na Inglaterra, a obra percorreu o mundo, venceu dois séculos e já foi levado às telonas duas vezes. Sim, amado leitor, existe outra versão cinematográfica além daquela com Keira Knightley que você assistiu!
Dirigido por Robert Z. Leonard, o drama de 1940 era em preto e branco e recebeu o Oscar de Melhor Direção de Arte em 1941. E o post de hoje é dedicado a essa obra que emocionou a tantas gerações de leitores.

Veja a Ficha Técnica, o cartaz oficial e algumas cenas:

200763
Diretor: Robert Z. Leonard
Elenco: Greer Garson, Laurence Olivier, Maureen O’Sullivan, Marsha Hunt, Edward Ashley, Marten Lamont, E.E. Clive, Marjorie Wood, May Beatty.
Produção: Hunt Stromberg
Roteiro: Aldous Huxley, Jane Murfin
Fotografia: Karl Freund
Duração: 117 min.
Ano: 1940
País: EUA
Gênero: Drama
Cor: Preto e Branco
Distribuidora: VersátilJane Austen OP 1 Jane Austen OP 2 Jane Austen OP 3
Já em 2005, Joe Wright dirigiu a versão que a nossa geração conhece da adaptação roteirizada por Deborah Moggach e com a atuação de Keira Knightley (Franquia Piratas do Caribe) e Matthew MacFadyen.
Abaixo segue a ficha técnica, poster, fotos e a sinopse:
6868Diretor: Joe Wright
Elenco: Keira Knightley, Matthew MacFadyen, Brenda Blethyn, Donald Sutherland, Tom Holland, Rosamund Pike, Jena Malone, Judi Dench, Carey Mulligan.
Produção: Tim Bevan, Eric Fellner, Paul Webster
Roteiro: Deborah Moggach
Fotografia: Roman Osin
Trilha Sonora: Dario Marianelli
Duração: 127 min.
Ano: 2005
País: Reino Unido
Gênero: Drama
Cor: Colorido

Distribuidora: Não definida
Classificação: Livre

As cinco irmãs Bennet – incluindo Elizabeth (Keira Knightley), de fortes convicções, e a jovem Lydia (Jena Malone) – foram criadas pela mãe (Brenda Blethyn) tendo somente um propósito na vida: casar-se com um bom marido. Quando um rico solteiro compra uma mansão na vizinhança, as irmãs Bennet entram em polvorosa. Quando Elizabeth conhece o belo, porém esnobe, sr. Darcy (Matthew Macfadyen), começa uma engraçada batalha entre os dois.

Jane Austen OP 4 Jane Austen OP 5 Jane Austen OP 6 Orgulho-e-Preconceito-1

Confesso que eu ainda não li o livro (que está em minha lista de leituras para 2013), mas assisti ao filme e pude ter uma noção da profundidade do romance de Jane Austen. A maneira como Elizabeth encara a vida, com uma postura à frente de seu tempo é simplesmente empolgante. Assim que eu ler o livro, prometo fazer uma resenha detalhada de tudo o que achei da obra.E, como não poderia faltar, segue abaixo um resumo da biografia de Jane Austen, para aqueles que não a conhecem. O texto foi tirado do site AndroidPit, que disponibiliza um aplicativo com quotes dos livros da autora britânica para serem carregados no celular e compartilhados no Facebook ou Twitter. Bem legal né?

Jane Austen (16 de dezembro, 1775 – 18 de julho 1817) foi uma romancista britânica cujas obras de ficção romântica, situadas entre a aristocracia rural, valeu-lhe um lugar como um dos escritores mais lidos da literatura inglesa, seu realismo e sua pegada com comentários ao social cimentam sua importância histórica entre os estudiosos e críticos.
Austen viveu toda a sua vida como parte de uma família muito unida localizados nas franjas mais baixas da aristocracia rural inglesa. Ela foi educada principalmente por seu pai e irmãos mais velhos, bem como através de sua própria leitura. O apoio constante da família foi fundamental para o seu desenvolvimento como uma escritora profissional. Seu aprendizado artístico vem desde a sua adolescência até que ela tinha cerca de 35 anos de idade. Durante este período, ela experimentou várias formas literárias, incluindo o romance epistolar que ela tentou, em seguida abandonado, e escreveu extensivamente revisado e três grandes romances e começou um quarto.  De 1811 até 1816, com o lançamento de Sense and Sensibility ( 1811), Orgulho e Preconceito (1813), Mansfield Park (1814) e Emma (1816), ela alcançou o sucesso como escritora publicada. Ela escreveu dois romances adicionais, Northanger Abbey e Persuasion, ambos publicados postumamente em 1818, e começou uma terceira, que acabou por ser intitulado Sanditon, mas morreu antes de concluí-la.
As obras de Austen são críticas dos romances de sensibilidade da segunda metade do século 18 e são parte da transição para o realismo do século 19. Seus enredos, embora fundamentalmente cômicos, destacam a dependência das mulheres em casamentos para garantir a posição social e segurança econômica.

Texto original (Em inglês): http://www.androidpit.com.br/pt/android/market/apps/app/com.hwealth.quotesjaneausten/Jane-Austen-Quotes-FREE

No Blog Jane Austen Brasil é possível ler um artigo com um resumo ótimo da obra Orgulho e Preconceito, além de ter links para download do livro em inglês por PDF ou arquivo de áudio. Nesse post é possível ver capas de algumas edições da obra.Outra dica legal para comemorar os 200 anos de Pride and Prejudice é o Tumblr Only Jane Austen, com quotes, Gifs, fotos e trechos dos livros!Para aqueles que querem aumentar a sua estante de livros, veja alguns sites onde você pode comprá-lo:

Para ler quotes de Jane Austen visite: Good Reads | Mundo feito por Dany | Citador
Sites pesquisados:

Vem aí: Livro sobre Projeto Manhattan

16 abr

A Revista Isto É desta semana publicou em seu caderno de Cultura uma matéria sobre o livro da jornalista americana Denise Kiernan, que conta a história das mulheres que contribuíram para a crianção da bomba atômica lançada sobre o Japão durante a Segunda Guerra Mundial. O fato curioso é que essas funcionárias do chamado Projeto Manhattan sequer sabiam para o que estavam trabalhando!

Autorizadas por suas famílias para trabalharem no enriquecimento de Urânio (como já dito, sem seu conhecimento), as mulheres assumiram o lugar que deveria ser dos homens que haviam se alistado para lutar na Segunda Guerra. “The Girls of Atomic City – The Untold Story of the Women Who Helped Win World War II” (As Garotas da Cidade Atômica – A História Não Contada das Mulheres que Ajudaram a Vencer a Segunda Guerra Mundial, em tradução livre), ainda não tem previsão de lançamento no Brasil e está à venda na Amazon por $ 15, 96 (Dólares).

atomic-girls

denise-kiernan

(A jornalista Denise Kiernan em sessão de autógrafos do lançamento de seu livro nos Estados Unidos)

Y12ShiftChangeCrop_transcript_pullout
Confira aqui a matéria completa da Revista Isto É, com um vídeo onde a jornalista conta a experiência de reportar essas histórias e imagens de testes atômicos feitos no deserto dos Estados Unidos.

Sites pesquisados:

Isto É

Amazon

O diabo está de volta!

16 abr

Navegando pelos blogs que acompanho, li uma notícia que me deixou quicando no lugar! Para quem amou a atuação de Meryl Streep como Miranda Priestley atormentando a personagem Andrea Sachs da linda Anne Hathaway, ficará mais que feliz no dia 4 de Junho com o lançamento da sequência do livro Revenge Wears Prada: The Devil Returns.

De acordo com o blog da Adriana Gonçalves, o Livros e Adaptações, foi publicado no site da Vogue Brasil que o segundo livro da série assinada por Lauren Weisberger já possui capa oficial e está disponível para pré-venda na versão em inglês.

Confira abaixo o texto do post no L&A:
Revenge Wears Prada: The Devil Returns mostra Andrea Sachs oito anos depois da sua saída da revista Runway, trabalhando como editora em uma revista para noivas chamada The Plunge, prestes a subir ao altar e tentando conciliar sua vida profissional com os preparativos para o casamento. Até que sua ex e diabólica chefe Miranda Priestley surge na história, o que acaba gerando uma série de reviravoltas na vida de Andy. Para quem se animou, a publicação assinada por Lauren Weisberger já possui sua capa oficial e está disponível para pré-venda na Saraiva por R$ 25,20 (por enquanto somente na versão em inglês). O primeiro livro, O Diabo Veste Prada (The Devil Wear Prada), foi lançado originalmente em 2003. No Brasil, foi lançado em 2004 pela Editorial Presença, e também tem versões da Editora Record e BestBolso. A adaptação chegou aos cinemas em 2006 com Anne Hathaway e Meryl Streep nos papéis principais. E segundo o site Ache Belém, a adaptação da sequência já está em fase de pré-produção, e inclusive seu primeiro pôster já foi divulgado. Só ainda não se sabe quem estará no elenco e quando será lançado.

E aí, ficou tão curioso quanto eu estou? Ainda não encontrei nenhum PDF desse segundo livro, mas segue o link para download do primeiro livro, O Diabo Veste Prada.

Enquanto a adaptação desse segundo livro não chega às telonas para nós, fiquem com algumas imagens e GIFs do primeiro filme (clique na imagem para vê-la ampliada ou ver o GIF em movimento).

05-31prada1_full_600

620-prada

2006_devil_wears_prada_005

183310647303078643rfyHOQ1xc

anne-hathaway-gif-meryl-streep-movie-the-devil-wears-prada-Favim.com-294158

coffee-devil-devil-wears-prada-fashion-font-prada-Favim.com-42890

Miranda-Priestly-the-devil-wears-prada-204930_1071_1400

montagem2

orig-13984591

prada20pic

revenge-wears-prada--1347815966

Revenge-Wears-Prada-The-Devil-Returns

the-devil-wears-prada (1)

tumblr_inline_mi8pata4HO1qz4rgp

tumblr_inline_mjh60nlB8I1qz4rgp

tumblr_lq9d19cqGa1qcet5t tumblr_lvbybxIFL41qbh25zo1_500

tumblr_m2c9d5uJkB1r57g2x tumblr_m2dt1kNrH81rtzbjgo1_500

tumblr_m9klxddnQB1r09j2zo1_500

tumblr_mc4gw6Rc6k1qc672z

tumblr_metg2g7i641s01t9wo1_500

Baixei e gostei: A Seleção – Kiera Cass

11 abr

Recentemente eu tenho baixado um monte de ebooks para ler. Confesso que não gosto muito de ler pelo celular, ou pelo computador, mas os livros digitais são a opção para quem não está em condições para comprar o livro físico. Ou seja: Não existe desculpa para ler apenas um livro por ano, hein!!!

Enfim, um dos livros que li recentemente e gostei bastante foi A Seleção, de Kiera Cass. Eu via muita gente comentando em páginas do Facebook sobre esse livro e fui procurar o PDF para download. Mas, o que eu me esqueci, foi de procurar a sinopse para ler antes de baixar. Resumindo a história, eu li o livro acreditando que era apenas um quando na verdade era o primeiro de uma trilogia!

Então, caso você esteja interessado em A Seleção, aí vai a sinopse para você não baixar o livro e ser pego de surpresa ficando no vácuo como eu no final do ebook!

Para trinta e cinco garotas, a “Seleção” é a chance de uma vida. Num futuro em que os Estados Unidos deram lugar ao Estado Americano da China, e mais recentemente a Illéa, um país jovem com uma sociedade dividida em castas, a competição que reúne moças entre dezesseis e vinte anos de todas as partes para decidir quem se casará com o príncipe é a oportunidade de escapar de uma realidade imposta a elas ainda no berço. É a chance de ser alçada de um mundo de possibilidades reduzidas para um mundo de vestidos deslumbrantes e joias valiosas. De morar em um palácio, conquistar o coração do belo príncipe Maxon e um dia ser a rainha.
Para America Singer, no entanto, uma artista da casta Cinco, estar entre as Selecionadas é um pesadelo. Significa deixar para trás Aspen, o rapaz que realmente ama e que está uma casta abaixo dela. Significa abandonar sua família e seu lar para entrar em uma disputa ferrenha por uma coroa que ela não quer. E viver em um palácio sob a ameaça constante de ataques rebeldes.
Então America conhece pessoalmente o príncipe. Bondoso, educado, engraçado e muito, muito charmoso, Maxon não é nada do que se poderia esperar. Eles formam uma aliança, e, aos poucos, America começa a refletir sobre tudo o que tinha planejado para si mesma — e percebe que a vida com que sempre sonhou talvez não seja nada comparada ao futuro que ela nunca tinha ousado imaginar.

Eu ando numa vibe de livros com histórias distópicas (enredo pós-apocalíptico), então eu gostei bastante de A Seleção. É uma história que te faz refletir sobre amor e paixão, disputa e amizade, poder e humildade. A divisão de Castas na sociedade em que America Singer vive, impondo sua família a uma condição de pobreza, leva-nos a refletir sobre nossos talentos e também sobre relacionamentos. Eu ainda não pude comprar o livro, mas estou louca querendo só pela diagramação que eu achei maravilhosa!

Mas não termina por aí!!!

O segundo livro da série tem lançamento previsto para 23 de Abril e vem ao Brasil como “A Elite”, sendo que a saga conta ainda com um terceiro livro “O Príncipe” que será disponibilizado apenas online.

No site oficial da autora Kiera Cass, é possível ler quotes de A Elite (só para atiçar ainda mais nossa curiosidade!).

E ainda tem mais!!!

Para quem está roendo as unhas de ansiedade para saber quem será o escolhido de America e se ela será definitivamente a escolhida para governar ao lado do príncipe Maxon, pode ficar tranquilo porque em breve teremos a adaptação para a televisão!

A CW comprou os direitos para transformar a história de Kiera Cass em uma série e o piloto já foi gravado e até regravado. De acordo com alguns sites especializados, o piloto para a série foi gravado com Aimee Teegarden, Ethan Peck e William Moseley nos papéis principais, mas outros sites dizem que o piloto foi regravado com um novo elenco, incluindo os atores Sean Patrick Thomas e Peta Sergeant, que teriam sido dispensados. Ou seja, ainda há muita especulação em torno da série e, por enquanto, a única certeza é de que ela vai ser gravada, independentemente de qual seja o elenco final.

Nesse link é possível ver algumas fotos dos bastidores da gravação do primeiro piloto.

Para ficar por dentro do que está acontecendo a respeito dos livros de Kiera Cass, acesse o The Selection Br.

Para comprar o livro A Seleção, acesse aqui. E para adquirir a pré-venda de A Elite, acesse aqui.

A_SELECAO_1346171852P The Prince Cover the-elite

  • Ficha Técnica:

Autor: Kiera Cass
ISBN:9788565765015
Editora: Seguinte
Número de páginas: 368
Encadernação: Brochura
Formato: 16 X 23 cm
Ano Edição: 2012

Sites pesquisados:
Divaneandoo

Quedelícianégente

Bookeando

The Selection Br

Kiera Cass

Catching Fire: Fãs em expectativa para lançamento do trailer

11 abr

Faltando três dias para o lançamento do trailer oficial do segundo filme da franquia Jogos Vorazes, Catching Fire (“Em Chamas” no Brasil), a Lionsgate lançou um aplicativo chamado de TheHungerGamesExplorer.com. No site, há imagens do novo filme bloqueadas e que podem ser acessadas pelos fãs após serem compartilhadas nas redes sociais. A primeira foto já foi liberada e mostra Jennifer Lawrence e Willow Shields na cena em que Katniss Everdeen retorna para casa após vencer os Jogos Vorazes e abraça sua irma, Primrose.

Além disso, a página disponibiliza um cronômetro em contagem regressiva até o lançamento do trailer oficial.

Resenha: Divergente

10 abr

Após o sucesso do primeiro filme da trilogia Jogos Vorazes, de Suzanne Collins, as obras  Distópicas tornaram-se febre e vem ganhando cada vez mais leitores. Sou uma grande fã desse gênero que busca traçar cenários em um mundo pós apocalíptico e comecei a gostar justamente após ler Jogos Vorazes e assistir ao primeiro filme da trilogia.

Hoje falaremos sobre a série Divergente, de Verônica Roth.

Abaixo segue a sinopse do livro e, em seguida os meus comentários.

“Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em 5 facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível.Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto. A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é. E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive.”

Minha análise:

Eu ainda estou lendo Insurgente – segundo livro da série -, mas já posso dizer que gostei muito da história. A questão da aptidão te leva a refletir quais são suas virtudes e, se você estivesse no lugar de Beatrice/Tris, em qual camada da sociedade você se enquadraria. Achei uma história muito envolvente, cheia de ação e que te prende do começo ao fim. Os personagens são muito intensos, que possuem tantos detalhes físicos e de personalidade que você tem uma visualização nítida deles.
Ainda não pude comprar o livro, tendo realizado minha leitura por e-book via celular. Mas achei bem agradável e a arte da capa é inspirada no símbolo de uma das facções.

A série vem fazendo tanto sucesso que a Summit já comprou os direitos do filme e promete lançamento para março de 2014. Para interpretar o casal principal – Beatrice/Tris e Tobias/Quatro – foram escolhidos Shaylene Woodley (“The Amazing Spiderman 2”, “Os Descendentes” e cotada para “A Culpa é das Estrelas”) e Theo James.

Mas não para por aí! De acordo com informações da Variety, o elenco para a adaptação cinematográfica da série vai contar ainda com nomes como Zoë Kravitz, Ansel Elgor, Maggie Q e Kate Winslet.

Confira mais notícias sobre a série Divergente aqui.

Ainda não conhece a história? Compre o livro no Submarino, ou faça o download da versão em PDF aqui.

A série ainda conta com um terceiro livro, chamado Free Four, que é o ponto de vista de Quatro sobre um trecho de Divergente. Vale a pena conferir antes de ler Insurgente!

Confira o que outros blogs estão dizendo sobre Divergente:

http://theserialreader.blogspot.com.br/2013/04/novidades-elenco-de-divergente.html

http://liproninonline.blogspot.com.br/2013/04/mais-tres-atores-juntam-se-ao-elenco-de.html

http://deia-galvao.blogspot.com.br/2013/03/elenco-de-divergente.html

Ficha Técnica:

Título: Divergente

Autor: Veronica Roth

Editora: Rocco

Páginas: 504

Onde comprar: Livraria Cultura

Resenha: A Hospedeira O Filme

10 abr

Como muitos sabem, Stephennie Meyer – autora da Saga Crepúsculo – lançou um romance de ficção científica chamado The Host (A Hospedeira) em maio de 2008.

Ainda não leu o livro? Acesse esse link e baixe o e-book grátis!

https://docs.google.com/file/d/0BynnlOSXnXqqZDlTVDVRTGE0Ums/edit

Eu confesso que não gostei muito do livro. Participo de um grupo no Facebook que discute tudo sobre livros e filmes e, na época que eu terminei de ler pela primeira vez, eu expliquei o quanto achei falha a escrita de Meyer em A Hospedeira. Abaixo segue o que eu publiquei neste mesmo grupo após assistir ao filme no cinema.

Não sei se todas já foram assistir ao filme, mas prometi para algumas que comentaria o que achei. Como discutimos anteriormente – e vocês podem caçar esse tópico para checar -, eu afirmei que não gostei do livro. Eu esperava mais da Meyer em um assunto que poderia ser tão bem trabalhado como a ficção científica, já que você tem uma liberdade maior para criar. Mas o filme justamente acertou por ter criado tudo o que Meyer falhou no livro, complementou o que era fraco e aperfeiçoou o que era bom.
Não sei se vão lembrar, mas, após ler o livro, eu torcia pelo Ian.
Eu estava com um pé atrás quanto ao elenco escolhido porque a Melanie que eu imaginei pela descrição de Meyer tinha um físico mais forte que o de Saoirse Ronan, que deu vida à personagem nas telas – e cooooomo! Já quanto ao Jared, eu o tinha imaginado mais velho do que Max Irons, mas me surpreendi com a jovialidade ( leia-se subliminarmente: sex appeal!! *0*) e ao mesmo tempo maturidade que ele trouxe ao personagem. E quanto ao Ian, quando eu soube que Jake Abel o interpretaria, fiquei com receio de enxergá-lo com as feições do filho de Hermes, de Percy Jackson.

Mas me surpreendi mesmo.

Voltando um pouco: minha preferência pelo Ian no livro. Nas telas, Saoirse interpretou com tamanha maestria o conflito entre Melanie e Peg que você se pega em conflito junto com ela. Eu não senti nada disso quando eu li o livro, porque eu sentia que Mel estava lutando por Jared e Peg vivenciava esse sentimento por estar partilhando o mesmo corpo e as mesmas emoções. Na tela, essa dualidade fica muito mais complexa, mas ao mesmo tempo muito mais intensa e nítida ao público.

É algo simplesmente impressionante! 

A maneira como Melanie é intensa dentro de Peg e ao mesmo tempo o quanto a personalidade de Peg fica tão ressaltada desde o momento em que ela entra no corpo de Mel…
Acho que o trabalho de Andrew Niccol em roteirizar e dirigir A Hospedeira foi impressionante justamente por ter aparado as arestas que eu achei que Meyer poderia ter trabalhado melhor. E ele fez isso com maestria.

Olha, dou o braço a torcer: ME SURPREENDI!

Do início ao fim, mesmo nas cenas que eu achei que já sabia de cor – já que eu li A Hospedeira duas vezes -, acabei me surpreendendo. Essa é a definição que eu tenho para o filme.
Não vou contar quais, mas Andrew Niccol chegou até a mudar certos detalhes descritos por Meyer e que, na minha opinião, serviram apenas para tornar o filme mais jovial, mais perto da proposta de enredo, mais atraente e ao mesmo tempo mais emocionante e surpreendente.
Enfim, essa é a análise que eu fiz do filme. Como eu disse, eu não tinha gostado do livro, mas reconheço que o filme ficou surpreendente. Aquelas que gostaram do livro, acredito que vão gostar do filme. Eu decidi ir assistir de última hora porque, embora eu esteja trabalhando, a mulher até agora não me pagou, mas minha mãe insistiu para eu ir por eu ter ficado a semana inteira de molho por causa da gripe e estressada por causa desse lance do trampo… No final decidi ir, mesmo com o dinheiro contadinho, e valeu a pena!

Ou quase… Se eu não fosse a única na sessão das 16h20 que não estava acompanhando a filha de doze anos com o grupinho de coleguinhas, eu teria conseguido me concentrar melhor e teria absorvido ainda mais detalhes do filme para passar para vocês. É sério gente, até pega-pega dentro da sala duas garotinhas brincaram quando voltaram do banheiro!!! ¬¬’ Me deu vontade de ir jogar meu copo de cola cola na cabeça da mãe que, COM CERTEZA, deveria estar no 15º sono nessa hora pra não ver uma coisa dessas!!! #Táparei kkkkkkkkkkk

Como eu disse, para quem gostou do livro acredito que vá gostar do filme também. Eu, mais uma vez, confesso que me surpreendi com a qualidade do filme e credito isso ao trabalho de roteirização de Andrew Niccol, que também dirigiu o longa.

Portanto, se você é fã da autora da Saga Crepúsculo ou gosta de Ficção Científica, vale a pena assistir A Hospedeira porque é ação e emoção do começo ao fim!

Assista ao trailer:

 

  • Ficha técnica:

Diretor: Andrew Niccol
Elenco: Diane Kruger, Saoirse Ronan, Frances Fisher, Max Irons, Jake Abel, William Hurt, Boyd Holbrook, Chandler Canterbury, Scott Lawrence, Raeden Greer, Marcus Lyle Brown, Shawn Carter Peterson, Mustafa Harris, Stephen Rider, David House, Phil Austin, Jaylen Moore, Tatanka Means, Evan Cleaver, Robert Douthat, Gustavo I. Ortiz, Alexander Roessner
Produção: Stephenie Meyer, Paula Mae Schwartz, Steve Schwartz
Roteiro: Andrew Niccol
Fotografia: Roberto Schaefer
Duração: 125 min.
Ano: 2013
País: EUA
Gênero: Terror
Cor: Colorido
Distribuidora: Imagem Filmes
Estúdio: Chockstone Pictures / Inferno Entertainment
Classificação: 12 anos

Quatro Notas

E algo mais...

BOOK GRAPHICS

A busy author's best friend

That's My Happy Place

“Li livro durante toda a minha vida. E, quando mais precisei lê-los, os livros me deram tudo o que pedi e mais."

everythingofnothing

tudo o que se cala, se transforma...

Camafeu da Lia

O Diário de Uma Águia Francesa

Fome de Leitura

Resenhas de livros, indicações e tudo para quem, assim como nós, adora devorar um livro!

Revista Marabá

Tudo o que envolve cinema e ações que incentivam o gosto pela sétima arte

Espartilho

Entendendo o universo feminino

Brunices

Livros, séries, filmes, música, e tudo o mais que a minha cabeça quiser e inventar :D

deixadenerdice

e vamos tomar uma cerva?

The WordPress.com Blog

The latest news on WordPress.com and the WordPress community.