Tag Archives: Distopia

Resenha: Allegiant [Veronica Roth]

1 dez

Terminei neste sábado, depois de demorar taaaanto para ler, o último livro da trilogia Divergente: Allegiant (Aliança, Editora Rocco, lançamento em português em março de 2014).

O livro que, apesar de ter vazado na semana do lançamento nos EUA, vendeu mais de meio milhão de cópias apenas no primeiro dia de vendas. Tentei comprar o box na Black Friday, mas o lote esgotou antes da meia noite… Mas, o importante é que trouxe para vocês a resenha de Allegiant, a versão digital que vazou por aí.

Se você ainda não conhece a trilogia, leia as resenhas de Divergente e Insurgente!

allegiant-coverFicha Técnica:
Título – Allegiant
Autora – Veronica Roth
Editora – Harper Collins Publishers (Edição Brasileira: Rocco)
Páginas (Livro Físico): 544
Páginas (Versão Digital): 1080
Ano: 2013
Gênero: Literatura Estrangeira, Ação, Drama, Distopia
Idioma: Inglês
Sinopse:

A sociedade baseada em facções que Tris Prior acreditava está quebrada – fraturada por violência e lutas pelo poder e marcada pela perda e traição. Então, quando é oferecida a oportunidade de explorar o mundo além dos limites que ela conhece , Tris está pronta. Talvez além da cerca , ela e Tobias vão encontrar uma nova vida simples juntos, livre de mentiras complicadas, lealdades emaranhadas e memórias dolorosas.
Mas a nova realidade de Tris é ainda mais alarmante do que aquela que ela deixou para trás. Descobertas antigas são rapidamente esvaziadas de conteúdo. Novas verdades explosivas vão mudar os corações daqueles que ela ama. E mais uma vez, Tris deve lutar para compreender as complexidades da natureza humana – e de si mesma – , enquanto enfrenta escolhas impossíveis sobre coragem, lealdade, sacrifício e amor.
Contada a partir de uma dupla perspectiva fascinante, Allegiant , por Veronica Roth autora número 1 de best-seller do New York Times, conduz a série Divergente a uma poderosa conclusão ao revelar os segredos do mundo distópico que cativou milhões de leitores em Divergente e Insurgente .

 

Minha Opinião:

Como a maioria dos fãs que aguardavam ansiosos pelo desfecho da trilogia, acabei descobrindo o que aconteceria no final quando os spoillers correram as redes sociais junto com os links para download da versão digital em inglês do livro.
Porém, mesmo já conhecendo o desfecho, a escrita de Veronica Roth me conduziu a uma série de emoções que me pegaram de surpresa porque a maneira como os fatos acontecem no livro são, verdadeiramente, surpreendentes. Mesmo depois dos spoillers!
Neste último livro, a narração varia entre Tris e Tobias (Quatro) enquanto eles se aventuram além dos limites da cidade e mergulham na verdade na qual suas vidas nas facções foi alicerçada. Uma verdade repleta de mentiras.
No meio disso tudo, há perdas que os dois têm que aprender a suportar e isso, muitas vezes abala o relacionamento que eles construíram. E é muito interessante de ver a evolução dos dois nessa área, o quanto eles vão batendo de frente um com o outro até que o relacionamento deles evolua e alcance a maturidade que os fortalece. É lindo de ler!!!
E, é claro, nessa trama toda há interesses políticos dentro e fora da cidade, em um âmbito que parece fora do controle de Tris e Tobias. E se há uma palavra que pode definir esse terceiro livro, seria “recomeço”.
Isso porque a trama e mistério que envolve a fundação do sistema de facções tem a ver com recomeço. As motivações dos líderes do Bureau (local onde antes era um aeroporto e agora serve de instalações para monitoramento de tudo o que acontece  em Chicago), são inspiradas no recomeço.
E, principalmente, tudo ao redor de Tris acontece em busca de recomeços. Recomeço de relações quebradas, de amizades perdidas, recomeço em busca de perdão e em busca do auto-conhecimento.
Mas se você que está lendo esse post e já leu por aí o que acontece no final e está pensando: “Mas sem ler eu já sei que vou odiar o final!”, pelo menos insista na leitura. Allegiant é um livro que, mesmo com seus fatos que atiçam nossas emoções e nos faz sofrer junto com os personagens, me mostrou o que é o verdadeiro altruísmo e o quanto é necessário sabermos quem somos e a quem pertencemos.
Ou seja, tudo o que acontece no final é doloroso, é sofrido e emocionante, mas é compreensível para a história num todo. Eu acredito até que é um final muito mais compreensível do que de outras distopias como Jogos Vorazes, por exemplo. (Sentiu a cutucada aí, tia Suzzie Collins? Porque é pra sentir mesmo! Rum!!! rsrsrsrsrsrsrsrsrsrrs).
Além de tudo, é admirável o crescimento de personagens como Christina, Quatro e até mesmo Caleb. Só não gostei muito do desfecho dado ao personagem Peter, porque é muito utópico alguém poder ter a liberdade de fazer tudo o de ruim no mundo e depois apagar a própria memória com um soro, recebendo uma nova chance, enquanto tantos outros personagens que fizeram muito pela história tiveram um final triste e até doloroso.
Mas, analisando a obra num todo, eu achei um desfecho incrível para essa saga que conquistou o mundo de jovens leitores. Se há um livro que ensina o que é lealdade, amor, perdão e altruísmo, esse livro é Allegiant, de Veronica Roth. Porque, como Tris mesma disse, não é uma palavra ou um grupo que te define, mas são suas escolhas!

Poster 1

Resenha: A Elite – Kiera Cass

18 jul

Se você é bookaholic como eu e está vidrado em distopias, tem que ler a série “The Selection”, de Kiera Cass!

Já postei a resenha do primeiro livro dessa série, aqui, e estava devendo a resenha do segundo livro há muito tempo. Mas chega de conversa e vamos ao que interessa!

Ficha técnica:

the-elite

Autora – Kiera Cass
Editora – Seguinte
Gênero – Literatura Juvenil
Ano – 2013
Páginas – 360

 

 

Sinopse:

A Seleção começou com 35 garotas. Agora restam apenas seis, e a competição para ganhar o coração do príncipe Maxon está acirrada como nunca. Quanto mais America se aproxima da coroa, mais se sente confusa. Os momentos que passa com Maxon parecem um conto de fadas. Mas sempre que vê seu ex-namorado Aspen no palácio, trabalhando como guarda e se esforçando para protegê-la, ela sente que é nele que está o seu conforto. America precisa de mais tempo. Mas, enquanto ela está às voltas com o seu futuro, perdida em sua indecisão, o resto da Elite sabe exatamente o que quer e ela está prestes a perder sua chance de escolher.

 

 

Minha opinião:

Nesse segundo livro da série, continuamos a acompanhar a disputa pela coroa de Illéa e também pelo o coração do príncipe Maxon. Kiera Cass continua com sua escrita incrível que te prende do começo ao fim, mas aprofunda os conflitos emocionais da protagonista, America Singer, o que torna até determinado ponto a leitura extremamente cansativa.
Ou tornaria, se ela não tivesse equilibrado a balança dando um destaque maior para os personagens que, no primeiro livro, ficaram em segundo plano.
Uma das personagens que mais me surpreendeu foi, sem sombra de dúvidas foi Marlee Tames. Kiera criou uma trama tão perfeita em torno dessa personagem que, o que acontece com ela, afeta todos os outros ao redor.
A partir da revelação que choca todo mundo (confesso que fiquei boquiaberta tanto com a revelação envolvendo a Marlee, quanto com as consequências!), America começa a entrar ainda mais em conflito sobre o que sente por Aspen e o que sente por Maxon e isso, infelizmente, acaba afastando ela do príncipe. Mais tarde, ela percebe que a maneira como ela agiu foi imatura, precipitada, preconceituosa e injusta, mas então já pode ser tarde para apenas se arrepender e as consequências de suas ações só vão poder ser vistas em The One!
Bem, como sempre, a edição e diagramação dos livros (mesmo na versão digital que eu costumo ler) continua impecável! Acho que uma boa história se constrói com isso: boa escrita, bom enredo e boa edição. E a série de Kiera Cass, como eu já disse, chamou a minha atenção primeiro pela capa e depois pela história.
Em A Elite, percebemos também o aprofundamento das questões políticas que envolvem essa série distópica, com destaque para a relação complicada (dizer que é complicada é eufemismo!) do príncipe com o pai e nas informações sobre o fundador de Illéa, Gregory Illéa. E no quanto o pai de Maxon é tão ambicioso quanto o “herói” fundador da nação.
Apesar da dificuldade que tive em conseguir segurar a leitura nos primeiros capítulos por causa de todo o drama que America faz sobre ficar com Maxon ou Aspen, eu super recomendo a leitura porque Kiera Cass soube me prender ao explorar as características dos antagonistas e personagens de segundo plano, como por exemplo, as concorrentes de America. Conhecendo mais a fundo cada uma delas e a relação (algumas ficando mais e mais aprofundadas) com o príncipe Maxon, acabei conseguindo sentir mais curiosidade ainda pela história e pelas reações de America, sem me cansar de sua personalidade tão marcante, mas que às vezes me cansou no início da obra. E sim, achei muito cruel ela brincar com os sentimentos dos dois mocinhos do triângulo amoroso!
SPOILER: E mereceu ser deixada de lado por Maxon, que deu uma chance ao sentimento verdadeiro que uma das concorrentes criou por ele.

Agora, só nos resta esperar pelo final dessa disputa em The One, ou ver o que Kiera reservou em The Guard, e-novella que segue o sucesso da versão digital no ponto de vista do príncipe Maxon, mas dessa vez no ponto de vista da outra ponta do triângulo amoroso, o guarda e amor de infância de América: Aspen. Confira detalhes dessa notícia aqui.

 

 

Notícias: Kiera Cass anuncia novo e-novella

10 jul

A autora da Série “The Selection” anunciou nessa terça-feira, 9, que a saga distópica trará bônus para os fãs antes do lançamento do último livro “The One” em Maio de 2014 (EUA).

O sucesso do e-novella “The Prince” parece ter sido um dos fatores que a motivou a escrever “The Guard”, e-novell no ponto de vista do personagem Aspen e que será lançado dia 4 de Fevereiro de 2014.

Além disso, ela adiantou que será disponibilizada a versão impressa desse projeto intitulado “The Selection Stories: The Prince and The Guard”, com essas duas e-novells em um só material, uma prévia de “The One” e algumas informações mais profundas sobre toda a série.

Confira a seguir a nota publicada na página oficial de Kiera Cass:

 

Z_Kiera News

Tradução:

 

“Vocês pediram e nós entregamos! Estou muito feliz em anunciar The Selection Stories: The Prince and The Guard, E The Guard chegando até vocês em 4 de fevereiro de 2014! The Guard é outro e-novella, desta vez contando parte de The Elite a partir do ponto de vista de Aspen. Eu senti como se Aspen fosse muito mal compreendido, então mal posso esperar para vocês verem America através de seus olhos.Lançando simultaneamente com a e-novella temos The Selection Stories. Agora, este irá conter ambos The Prince and The Guard em formato impresso, uma prévia de The One, bem como algumas informações aprofundadas de toda a série compilados! Então, muitos de vocês têm perguntado se a história de Maxon seria disponível em brochura, e agora ele irá junto com a de Aspen. Mas, se você está feliz com sua e-cópia e só deseja obter The Guard, terá essa opção também!Eu estou realmente animada sobre tudo isso, e eu não não posso esperar para compartilhar cada pedaço de informação que eu puder antes que The One seja lançado dia 6 de Maio. Espero que vocês gostem!”

 

 

Ficaram tão ansiosos quanto eu??? Estou enlouquecendo com essas sagas distópicas! É mais fácil acontecer o fim do mundo que elas prevêem e usam como cenário do que lançarem os últimos livros! Já estou sem unhas por causa da Veronica Roth (Trilogia Divergente e série de e-novella do personagem Quatro), Tahereh Mafi (Série Estilhaça-me e e-novella Destrua-me), Marie Lu (Série Legend) e agora Kiera Cass me vem com essa! É de matar qualquer leitor do coração!!!

THE_ONE_1371866471P

Capa não confirmada de The One, tendo origem provável de um fanmade

 

Sites pesquisados:
Kiera Cass Oficial | Louca Escrivaninha (Possível origem para a capa de The One exibida no post)

Quatro Notas

E algo mais...

BOOK GRAPHICS

A busy author's best friend

That's My Happy Place

“Li livro durante toda a minha vida. E, quando mais precisei lê-los, os livros me deram tudo o que pedi e mais."

everythingofnothing

tudo o que se cala, se transforma...

Camafeu da Lia

O Diário de Uma Águia Francesa

Fome de Leitura

Resenhas de livros, indicações e tudo para quem, assim como nós, adora devorar um livro!

Revista Marabá

Tudo o que envolve cinema e ações que incentivam o gosto pela sétima arte

Espartilho

Entendendo o universo feminino

Brunices

Livros, séries, filmes, música, e tudo o mais que a minha cabeça quiser e inventar :D

deixadenerdice

e vamos tomar uma cerva?

The WordPress.com Blog

The latest news on WordPress.com and the WordPress community.