Arquivo | Cinema RSS feed for this section

Tá na net: Universal Pictures publica vídeo em memória de Paul Walker

5 dez

A produtora responsável pela franquia Velozes e Furiosos publicou ontem, 4 de Dezembro, um vídeo no Youtube em homenagem ao ator Paul Walker, que faleceu recentemente em um acidente de carro.

Com cenas do personagem Brian O’Conner, que consagrou Paul Walker na franquia, a produtora já alcançou mais de 3 milhões de visualizações no canal “Fast & Furious” no Youtube.

 

paul-walker-header-certa

Anúncios

Tá na net: Vídeo reúne lançamentos de 2013 e trailers de filmes de 2014

5 dez

A página da Editora Rocco publicou agora à tarde um link para um remix que está bombando no Youtube. Nele vemos várias cenas de trailers de filmes que estrearam em 2013 como Wolverine: Imortal, Meu Malvado Favorito, Círculo de Fogo, O Hobbit, Meu Namorado é um Zumbi, A Hospedeira, Em Chamas, Superman: O Homem de Aço, João e Maria, Cavaleiro Solitário, Bling Ring, Rush, Homem de Ferro 2, World War Z, e muitos, muitos, muitos outros. Além disso, há cenas de filmes que prometem lotar as salas em 2014, como A Menina que Roubava Livros.

E aí, quantos vocês filmes conseguem identificar nesse vídeo? Desses, quais vocês assistiram em 2013?

Resenha: Jogos Vorazes – Em Chamas

15 nov

Finalmente o tão esperado dia chegou! E passou tão rápido… Mal assisti a um dos filmes mais esperados de 2013 e já estou na contagem regressiva para 2014! =P

Eu fui assistir nesse feriado da Proclamação da República ao segundo filme da adaptação da trilogia de Suzanne Collins, Jogos Vorazes – Em Chamas (The Hunger Games – Catching Fire). Abaixo segue a ficha técnica do longa e depois a minha opinião sobre o filme.

  • FICHA TÉCNICA

Nome Original: The Hunger Games – Catching Fire
Nome no Brasil: Jogos Vorazes – Em Chamas
Lançamento: 15 de Novembro de 2014
Direção: Francis Lawrence
Prodora Executiva: Suzanne Collins
Produção: Lionsgate
Autora da obra original: Suzannne Collins
Roteiro: Simon Beaufoy, Michal Arndt e Suzanne Collins
Distribuidor (brasileiro): Paris Filmes
Elenco: Jennifer Lawrence, Josh Hutcherson, Liam Hemsworth, Elizabeth Banks, Sam Claflin, Jena Malone, Woody Harrelson, Stanley Tucci, Donald Sutherland
Duração: 2h26min

 

MINHA OPINIÃO:

Assistir adaptações cinematográficas de histórias pelas quais você cai de amores é algo complicado. Isso porque nunca tudo vai ficar exatamente da maneira como você imaginou e, se as produtoras forem sempre tentar atender ao que cada leitor imaginou para suas sagas preferidas, acabaria virando uma salada cinematográfica! rsrsrs
Mas, uma coisa é certa e perceptível ao se observar com atenção: As produtoras estão se preocupando cada vez mais em manter o máximo de fidelidade à obra original.
E é o que eu percebi com o segundo filme da franquia Jogos Vorazes. Diante do estrondoso sucesso que os livros fizeram com o público  jovem em todo o mundo, alavancando o gênero de distopias entre os Young Adults que se afeiçoaram com esse tipo de narrativa, em Em Chamas pude perceber uma preocupação constante de manter o máximo de fidelidade à obra original, mas, ao mesmo tempo dando espaço para que os atores que compõem o elenco (e que elenco, hein!!!!) deem seus toques pessoais às características dos personagens.
Três cenas destacam isso: 1) Durante o jantar no palácio presidencial, podemos sentir Elizabeth Banks recriando em cima da personagem, com falas extras à história original #ThisIsMahoganny, mas também com uma postura que nitidamente expressa um quê de criação da própria atriz para a composição da personagem (que, diga-se de passagem, me fez rir e chorar em muitos momentos! #TeamEffie); 2) Na cena em que a Johanna Mason, personagem de Jena Malone, arranca a roupa e fica nua no elevador com Katniss, Peeta e Haymitch, há a expressividade cômica tão característica de Jennifer Lawrence, assim como na cena em que um tributo vencedor que é tutor rouba um beijo dela e achei isso bem interessante de se ver, porque quem leu sabe que Katniss até tenta fazer piada e ser mais engraçada, mas no final nunca consegue e sempre acaba mais com um tom de ironia do que de diversão e foi interessante mesmo de ver esse acréscimo à personagem-protagonista; 3) Não é uma cena específica, mas o conjunto de cenas em que o Presidente Snow, interpretado por Donald Sutherland, aparece porque lembrei de outros filmes em que o ator tem a mania de fazer carões sérios para as câmeras, erguendo um pouco o queixo ou posicionando apenas um lado do rosto, o que foi muitíssimo interessante de se adicionar às características já sombrias e crueis de seu personagem neste filme.
E falando em Jena Malone, adorei terem acrescentado muito mais deboche e revolta contra Snow no roteiro do que havia no livro! Ri muito com ela falando palavrões ao vivo (#TroféuHomemDoPi) na última entrevista antes do Quarter Quell.
Outra coisa que me chamou bastante a atenção foi a evolução dos efeitos especiais do primeiro filme para esse. Há sim uma economia de sangue nas cenas mais brutais, conforme críticos de sites como o G1 observaram. Isso me irritou bastante no primeiro filme, mas ao assistir Em Chamas, percebi que foi preciso diminuir o fluxo de sangue a ser exposto, deixando de fidelizar um pouco as cenas em que isso ocorre no livro, por causa da classificação livre. Eu assisti na rede Cinemark no horário das 18 horas (infelizmente dublado… #xatiada) e tinha muitos (muitos mesmo!) adolescentes que não chegavam nem aos 14 anos. Claro que seria muito bom ver sangue já que, para mim, esse é o melhor livro da trilogia, mas isso foi um corte compreensível.
E, claro, há as pequenas adaptações de roteiro que, embora fujam um pouco da história original, também são compreensíveis quando observamos a adaptação num todo já que era preciso otimizar o tempo e dar dinâmica à história, sem perder o foco. Por isso a cena com as fugitivas do Distrito Oito foi cortada. Não vou dar detalhes para não estragar para aqueles que ainda não assistiram, mas, na minha opinião, podem ficar tranquilos, porque as adaptações de roteiro não alteraram o fluxo narrativo criado pela tia Collins! 😉
De uma forma geral, acredito que o filme possa ser dividido em três partes:
1ª parte – Narra o tour dos vitoriosos com o objetivo de mostrar o impacto da imagem da Katniss nos distritos
2ª parte – Trata da evolução sentimental que a protagonista sofre quando ela deixa de se preocupar apenas com as pessoas que estão perto dela e passa a pensar de uma maneira mais geral (ainda não totalmente generalizada como ocorre no último livro), quando ela decide entrar no jogo proposto por Snow para minimizar as consequências nas vidas dos outros por suas escolhas
3ª parte – É a melhor de todas, porque é quando toda a ação acontece!
As cenas da arena são muito intensas e emocionantes e, para mim, não poderiam ter escolhido atriz melhor que a Jennifer Lawrence para dar vida a uma personagem tão complexa como Katniss. Isso porque uma das pequenas adaptações no roteiro já acontece logo no início do filme, onde vemos as consequências que essas experiências nas arenas causam no psicológico de Katniss. E JLaw interpretou isso e as cenas de ação e as cenas de drama com uma maestria digna de Oscar! (Sim, outro! Mas dessa vez cuidado com o Dior, Jenni! rsrsrsrs).
Para terminar, claro, há o gancho para o próximo filme. E essas cenas finais me agradaram muito porque foram melhores do que eu imaginei para a adaptação. A famosa frase final de Gale, interpretado por Liam Hemsworth, recebe como complemento mais um gostinho para o público do quanto a personagem Katniss Everdeen mexe com nossas emoções, tanto por sua força como por suas fraquezas e as reações que a combinação de ambas características.
Sou suspeita de falar, já que amo tanto essa história, mas para mim apenas uma palavra define esse filme: PERFEIÇÃO!
Apenas a trilha sonora não me agradou muito, porque eu esperava mais, mas numa análise geral, o roteiro, a fotografia, os efeitos especiais, as locações, os cenários… tudo ficou incrível.
Repito que é impossível fazer uma adaptação cem por cento fidedigna à obra escrita e, muito menos, uma que siga exatamente o que cada leitor imaginou (afinal, cada um imagina a história de um jeito, à sua maneira), mas Francis Lawrence e a Lionsgate recebem meus parabéns porque realizaram alterações que apenas somaram à história original.
Então sim, Em Chamas é perfeito. Sim, eu super recomendo a todos que se interessam por filmes que tratam de críticas políticas e sociais (ou como acontece na trilogia, uma crítica forte ao entretenimento que massifica a sociedade com o objetivo de obter controle absoluto da população), ou simplesmente àqueles que estiverem curiosos por essa saga que está gerando tanto burburinho. E sim, JÁ INICIEI MINHA CONTAGEM REGRESSIVA PARA 2014 E A ESPERANÇA PARTE 1!

(Para quem estava curioso, NÃO, não é exibido o trailer de Divergente, a saga que estreia nos cinemas em março de 2014 e que, para mim, não vem competir com Jogos Vorazes e sim somar ao gênero de distopias que ganha cada vez mais público a cada nova publicação lançada!) 😉

Vou listar a seguir as minhas cinco cenas favoritas:

1) O vestido se transformando em Mockingjay
2) Katniss atirando contra a cúpula da arena antes de ser resgatada
3) Gale sendo cuidado por ela depois de ser chicoteado e, depois, a despedida deles antes de ela seguir para a Colheita do Quarter Quell
4) Os jabberjays atormentando Katniss e Finnick na arena
5) As cenas do centro de treinamento, em especial a interação de Katniss com os tributos considerados mais fracos por todos

[Notícias] Trailer oficial de Divergente

14 nov

E como se não fosse suficiente morrer de aflição pela distopia do momento, Jogos Vorazes, agora meu coração vai ter um treco de vez!

Foi divulgado hoje, 14 de novembro, o primeiro trailer oficial de Divergente, adaptação do best-seller do New York Times da escritora Veronica Roth. Assim como Jogos Vorazes de Suzanne Collins e The Maze Runner de James Dasher, Divergente ganha as telas do cinema após o sucesso estrondoso da obra literária com o público jovem que se afeiçoou ao gênero de distopias futurísticas.

Sob a direção de Neil Burger, o elenco composto por Shailene Woodley, Theo James, Kate Winslet Zöe Kravitz, Ansel Elgort, Maggie Q, entre outros, dão vida aos personagens dessa trilogia que tem estreia prevista dia 21 de março de 2014.

 

E em breve trarei a vocês a resenha dessa história que se tornou uma das minhas favoritas de 2013 e que está me deixando com o coração na boca com tanta ação e tantas emoções em Allegiant!

Notícias: Malévola, mas ainda diva

17 ago

Quem é fã dos clássicos da Disney como eu, vai amar essa notícia!

Foi divulgado primeiro poster de Malévola (Maleficent), novo filme da Disney que contará a história da vilã mais icônica de todos os seus clássicos: a madrasta malvada de Aurora, a Bela Adormecida (1959). Para o papel principal, a atriz escolhida foi ninguém mais, ninguém menos que a eterna diva Angelina Jolie!

Confira Jolie como Malévola (Clique na imagem para ampliar):

1173702_558765984184200_1397905083_n

 

O filme dirigido por Robert Stromberg terá estreia em Julho de 2014 e conta ainda com Ellie Fanning, Sharlo Copley, Sam Riley, Ilmelda Stauton, Miranda Richardson, Juno Temple e Lesley Manville. E, dizem por aí na internet, que três dos seis filhos de Angelina Jolie farão participações no filme, mas essa informação não foi encontrada em nenhum site oficial.

Sinopse de Malévola:

“Malévola é a história não contada da vilã mais icônica da Disney que apareceu no clássico de 1959, A Bela Adormecida. Uma bela jovem de coração puro, Malévola (Angelina Jolie) tem uma vida idílica ao crescer em um pacato reino da floresta, até um dia em que um exército invasor ameaça a harmonia da ilha. Malévola surge para ser a grande protetora do local, mas ela sofre uma devastadora traição — um ato que começa a transformar seu puro coração em pedra. Tomada pela vingança, ela enfrenta uma batalha épica contra o sucessor do reio e, como resultado, joga uma maldição contra a sua filha recém-nascida, Aurora. Enquanto a menina cresce, Malévola percebe que Aurora possui a chave para a paz do reino, e talvez para a verdadeira felicidade de Malévola.”

 

Curiosidades:

  • Robert Stromberg foi escolhido para dirigir ‘Maleficent’ (Malévola). A decisão é dúvidosa, já que Stromberg nunca dirigiu um longa-metragem. Ele foi designer de produção de ‘Avatar’ e ‘Alice no País das Maravilhas’.
  •  Guillermo del Toro (‘O Labirinto do Fauno’), David O. Russell (‘O Vencedor’) e Tim Burton foram cotados para a direção, mas não assinaram contrato devido conflitos de agenda.
  • Elle Fanning, irmã de Dakota, será a princesa Aurora, também conhecida como Bela Adormecida, na adaptação estrelada por Angelina Jolie. No último ano, Fanning roubou a cena em ‘Super 8’, ‘Um Lugar Qualquer’ e ‘Compramos Um Zoológico’.
  • O roteiro é de Linda Woolverton, roteirista do novo ‘Alice no País das Maravilhas’.

 

Veja o que Angelina Jolie falou sobre interpretar Malévola durante a D23 Expo, evento realizado pelos Estúdios Disney (Vídeo em inglês, sem legenda):

 

Fontes:
Adoro Cinema
Cinepop
Filme Trailer
Burn Book

 

Notícias: Para encarnar personagem, Shailene Woodley doará cabelo para crianças com câncer

16 ago

Como sabemos, a atriz Shailene Woodley (Os Descendentes, Trilogia Divergente), interpretará Hazel Grace na adaptação de “A Culpa é das Estrelas”, produção cinematográfica baseada no livro homônimo de John Green.

Na história, a adolescente Hazel passa por um tratamento contra um câncer na garganta com metástase nos pulmões e se apaixona por Augustus Waters, um rapaz que conhece no grupo de apoio e com quem vive lições de vida no pouco tempo que lhes resta e que muitas pessoas jamais aprenderão em seus longos anos de existência.

E foi John Green que anunciou a decisão da atriz Shailene de cortar suas longas madeixas e doá-las para o Children With Hair Loss, uma organização que fornece perucas naturais para crianças que sofrem com o tratamento contra o câncer. A notícia foi divulgada no site brasileiro Omelete e compartilhada na rede social da editora Intrínseca, responsável pela publicação da obra de John Green no Brasil.

O roteiro da adaptação é assinado por Scott Neustadter e Michael H. Weber e o filme será dirigido por Josh Boone. O autor John Green afirmou que a decisão de doar o cabelo veio da atriz e não dos estúdios.

É ou não um tapa na cara de umas atrizes brasileiras que ficaram de frescura diante da possibilidade de cortar o cabelo para interpretar o mesmo drama nas telas?????

shailene-woodley-435nicole-lidia

 

 
Para quem não conhece a história dessa obra de sucesso de John Green, leia a resenha de A Culpa é das Estrelas feita pelo Claquete de Papel.

 

Fontes:
Omelete
Fanpage Editora Intrínseca

Da série Inutilidades Públicas: Por que esperar por “Paranoia”?

7 ago

Estava eu, organizando o calendário de postagens do CP, escrevendo algumas resenhas, pesquisando outras, navegando no Tumblr, quando então… Pá! Bati de frente com um monte de notícias sobre “Paranoia”, filme sob a direção de Robert Luketic. Isso porque uma das estrelas do filme, Liam Hemsworth, foi notícia na semana ao promover o longa no sinal de encerramento da Nasdaq em Nova York.

E então, apesar de ter 23 resenhas pendentes para postagem aqui no blog, resolvi fazer esse guia com 5 motivos para esperarmos pela estreia de Paranoia:

MOTIVO 1: Enredo bem construído

paranoia_filme

Basta ler a sinopse para perceber que a trama, apesar de parecer clichê em filmes de suspense e ação de hollywood, é bem atual e arquitetada em cima de disputas comerciais e corporativas.
Leia a sinopse a seguir:

Adam Cassidy (Liam Hemsworth) é um ambicioso funcionário junior que não vê a hora de subir de posição dentro da empresa em que trabalha, a gigantesca Wyatt Corporation. Entretanto, após cometer um erro que custou bastante caro à empresa, Adam entra na lista negra de Nicholas Wyatt (Gary Oldman), o CEO da corporação. Para compensar o problema causado, Nicholas chantageia Adam de forma que ele seja empregado na maior concorrente da empresa, comandada por Jock Hoddard (Harrison Ford), o antigo mentor de Wyatt. A tarefa de Adam é que ele seja um espião dentro da empresa de Hoddard, passando a Wyatt todas as informações internas que julgue interessantes. Sem saída, Adam aceita a tarefa.

MOTIVO 2: Elenco top de linha

20423417.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

Alguém aqui já ouviu falar em Gary Oldman Sirius Black? E em Harrison Ford Indiana Jones? Os atores que dividiram cena em 1997 no longa “Força Aérea Um”, voltam a se encontrar nesse suspense onde seus personagens são inimigos comerciais. E uma curiosidade: o papel de Nicholas Wyatt foi oferecido primeiro a Kevin Spacey, mas, quando ele recusou foi Gary Oldman quem assumiu a responsabilidade de interpretar o poderoso dono da Wyatt Corporation. #ParaNossaAlegria

MOTIVO 3: Assunto em pauta

normal_kinopoisk_ru-Paranoia-2184839

Diante da crise econômica que ainda persiste e abala a balança comercial de diversos países no mundo, esse é o momento mais oportuno para se apostar em um longa metragem com a temática “economia” e “tecnologia”. Posso estar enganada, mas a julgar pela repercussão que o filme já vem ganhando, essa será uma daquelas produções das quais ouviremos falar por muito tempo, já que toda essa coisa de investigação corporativa é atemporal, assim como tecnologia, que é o carro forte das duas empresas concorrentes retratadas no filme.

MOTIVO 4: Passeio gratuito por Nova York

normal_tumblr_mqf6q1WjNR1sahzxko1_1280

Se você, assim como eu, sonha em um dia conhecer a Grande Maçã, então deve ser o tipo de pessoa que adora assistir a qualquer coisa que é filmada nessa metrópole! E Paranoia promete boas cenas pelos cenários Novaiorquinos, hein!

MOTIVO 5: Hemsworth… Liam Hemsworth

link-irado-113e59b30cf54a358010d96a78c25d72

O australiano — popularmente conhecido como irmão do Thor (Chris Hemsworth) — vem que vem com tudo em 2013! #Esquenta Além do aclamado blockbuster “The Hunger Games: Catching Fire”, e de “Empire State” (em produção e sem data de estreia no Brasil), o talentoso gostoso ator faz a junção de duas grandes figuras marcantes do cinema em Paranoia: Oldman e Ford. Sua presença parece dar fôlego e jovialidade a essa trama que, como já disse, pode até passar a impressão de ser um clichê de filme explosivo hollywoodiano, mas que tem esses pequenos elementos que caracterizam Paranoia como um longa que tem tudo para estourar em bilheteria.
E, como eu sempre digo e adoro repetir: Essa família Hemsworth é abençoada, hein? Eita, lasquêra! suspira e se abana

(Nem preciso dizer que clicando na imagem dá para vê-la ampliada, né?)

984446_liam-hemsworth-esta-solteiro-e-de-filme-novoimages (2) images (3) liam-hemsworth-paranoia-600x391normal_21019605_20130715161628595-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx normal_21019609_20130715161629876-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxxnormal_paranoia_43008741_st_1_s-high

Alguém aí além de mim está se sentindo meio paranoico por esse filme??????? 😉

Fontes:

Adoro Cinema
Liam Hemsworth BR

Tá na net: São divulgadas primeiras cenas de “A Menina que Roubava Livros”

5 ago

Vi a notícia no grupo de leitura que participo no Facebook, o Fuxico Literário, e precisei dividir isso com vocês, bookaholics!

A adaptação cinematográfica do livro de Markus Zusak (A Menina Que Roubava Livros, Editora Intrínseca) é dirigida por Brian Percival e terá estreia no Brasil no dia 31 de janeiro meu presente de aniversário uhu! de 2014.  Mas nesse domingo, 4, foram divulgadas as primeiras imagens com cenas do filme onde vemos Sophie Nelisse, atriz canadense de 12 anos, interpretando Liesel.
Além disso, vemos também Geoffrey Rush e Emily Watson, que interpretarão o papel dos pais adotivos de Liesel, Hans e Rosa Hubermann, assim como Ben Schnetzer no papel do judeu Max e Nico Liersch como Rudy, um dos poucos amigos de Liesel. Confiram (clique nas imagens para vê-las ampliadas):

meninalivros1 meninalivros2 meninalivros3 meninalivros4 meninalivros5 meninalivros6

 

 

Fontes:

Fuxico Literário (Grupo do Facebook)
Cinema Marcado

Em Cena: Festival de Curtas de Taubaté

19 jul

Se tem uma coisa difícil de ter em nosso país é festival de cinema. E este é um fato que toda a administração pública deveria levar em conta, porque investir em cinema é investir na cultura municipal, regional e nacional.
Mas, de vez em quando, somos surpreendidos com notícias como essa que eu tenho a vocês!

festival-nacional-curta-no-celular-de-taubate_2013Taubaté terra de Lobato, minha cidade natal, realiza o primeiro Festival Nacional “Curta no Celular”, cujas inscrições estão abertas até o dia 5 de agosto.
Para participar, é preciso gravar um curta metragem com o tema “Literatura Infantil” integralmente na câmera de um celular. O Festival contará com duas categorias, sendo elas: Estudantil e Aberta ao Público.

Estudantil – Direcionada a alunos do 1º ao 9º ano de escolas públicas e particulares, podendo se inscrever em equipe ou individual.
Aberta ao Público – É preciso ter, no mínimo, 15 anos, e os interessados podem ser inscrever também em equipe ou individual.

De acordo com o site oficial, a premiação do “Curta no Celular” acontecerá no dia 26 de agosto e as 12 melhores obras serão escolhidas por um júri técnico e por internautas para serem exibidas na cerimônia de premiação.

“Hoje, para se fazer um filme, não é preciso grandes valores para produzir, qualquer um tem um celular. Então, nós queremos despertar o olhar e ter essa pegada de entusiasmo”, explicou Fernando Ito, um dos organizadores do projeto.
E então, que tal liberar o diretor que existe em você? Para saber mais sobre o Festival Curtas no Celular de Taubaté, acesse:

Site Oficial | Facebook | Youtube | Twitter | Ou mande um e-mail para: contato@festivalcurtanocelular.com.br

 

Resenha: World War Z

3 jul

Estou com um monte de resenha acumulada de filmes e livros para postar aqui desses dias que fiquei sem meu note, então vamos logo ao que interessa: Brad Pitt!

Eu não me lembro qual filme eu fui assistir no começo do ano (isso que dá bater cartão no cinema!) e, um dos trailers era sobre o World War Z. Na hora eu disse: Eu quero, eu vou, já estou comprando meu ingresso pra assistir!

E não me decepcionei!

Confira abaixo a sinopse, ficha técnica, trailer e em seguida a minha análise sobre tudo o que assisti.

Sinopse:

Uma terrível e misteriosa doença se espalha pelo mundo, transformando as pessoas em uma espécie de zumbis. A velocidade do contágio é impressionante e logo o Governo americano recruta um ex-investigador da ONU (Organização das Nações Unidas) para investigar o que pode estar acontecendo e assim salvar a humanidade, tendo em vista que as previsões são as mais catastróficas possíveis. Gerry Lane (Brad Pitt) tinha optado por dedicar mais tempo a sua esposa Karen (Mireille Enos) e as filhas, mas seu amor a pátria e o desejo de salvar sua família acabam contribuindo para que ele tope a missão. Agora, ele precisa percorrer o caminho inverso da contaminação para tentar entender as causas ou, ao menos, indentificar uma maneira de conter o contágio até que se descubra uma cura antes do  apocalipse. Começa uma verdadeira corrida contra o tempo, que mostra-se cada vez mais curto, na medida que a população de humanos não para de diminuir.

Trailer:

Ficha Técnica:

Lançamento (Brasil): 28 de Junho de 2013
Gênero: Ação/Terror/Ficção Científica
Direção: Marc Forster
Autor da obra original: Max Brooks
Roteiristas: Matthew Michael Carnahan, J. Michael Straczynski, Drew Goddard, Damon Lindelof,  Max Brooks
Produção: Graham King, Brad Pitt
Elenco: Brad Pitt, Mireille Enos, Elyes Gebel, James Badge Dale, David Morse, Matthew Fox, Moritz Bleibtreu

Minha Opinião:

O filme, inspirado na obra literária homônima de Max Brooks, começa com uma sequência de cenas de noticiário ficcionais e também factuais. Isso nos faz pensar o quão próximos daquela realidade poderíamos estar, já que, como fica comprovado depois ao longo do filme, qualquer coisa poderia ter iniciado o surto infeccioso que originou o que eles chamam de zumbis ou Zacs.
Em seguida vem alguns breves momentos de paz, que nos situa na relação que o personagem de Brad Pitt, Gerry Lane, tem com sua família e já nos introduz em suas habilidades como ex-investigador da ONU.
A história tem traços óbvios já conhecidos do público: um vírus que ninguém sabe de onde surgiu, infecta pessoas, essas pessoas se transformam em um ser brutalmente irracional e carnívoro e, por meio da mordida, os zumbis acabam virando uma pandemia mundial.
As cenas que mostram todo esse processo são eletrizantes e meu único arrependimento foi não ter assistido em 3D. Isso porque, mesmo na exibição normal em alta qualidade já dei bons pulos na cadeira! É impossível não se sentir dentro da cena, correndo e lutando pela sobrevivência junto com os personagens!
Quando a situação da família do ex-agente Gerry Lane (Brad Pitt) está mais tranquila, ele recebe uma missão: ir com um infectologista até a Coréia do Sul investigar a origem da primeira mensagem com a menção de Zumbis antes do caos ter dominado o planeta. Mas, há um porém: se ele se recusar a aceitar a missão, sua família terá de sair do navio onde estão abrigados e voltar para o continente para dar espaço às pessoas que realmente podem ajudar a retomar o controle da situação.
Diante do impasse, é claro que ele aceita, porque afinal, era só acompanhar o cientista, fazendo a segurança dele, certo? Errado!
Muita coisa acontece na Coréia e Gerry Lane se vê obrigado a descobrir por si mesmo o que está acontecendo e como parar essa infestação. E é aí que a ação realmente acontece!
As cenas aéreas das cidades em caos, mas principalmente a fotografia de Israel são impecáveis e com uma matiz de cor muito interessante. Reparei que o filme varia entre tons escuros e tons avermelhados e, mesmo nas cenas mais iluminadas, tem sempre um ponto sombrio como uma lâmpada piscando ou um corredor apagado.
Não consegui prestar atenção na trilha sonora (tinha um moleque do meu lado que comentava tudo o tempo inteiro e tirou totalmente minha concentração!), mas uma coisa que merece ser muito bem destacada é a caracterização. Durante as cenas de ação é um detalhe que passa despercebido, já que é tudo muito intenso, muito rápido e tudo o que você quer ver é o personagem conseguindo se safar ileso! rsrsrsrsrsrs Mas nas cenas no laboratório da OMS na Escócia, em dois casos, conseguimos ver de muito perto os detalhes da maquiagem dos zumbis. E é muito impressionante porque os figurantes interagem com os elementos da maquiagem que ajuda a compor o personagem! É nojento, mas é muito engraçado também!
Quanto à desenvoltura de Brad Pitt, preciso ressaltar que foi melhor do que eu esperava. Não é comum vermos filmes dele constantemente e, quando ele escolhe um roteiro para atuar, sempre é porque o personagem tem algo para trazer. Isso ficou claro em filmes como Benjamin Button e aconteceu com World War Z. E uma coisa que eu reparei tanto nele, como na sua esposa, Angelina Jolie, é que eles gostam de trazer elementos de sua vida pessoal para seus filmes. Gostos, lugares ou situações que eles gostam de vivenciar. Nesse caso, além da fala dele no final que traz uma reflexão um tanto pessoal sobre a crise mundial, há também a presença da valorização da família, seja por laços biológicos ou não. Eu achei que isso foi muito interessante de se trazer nesse filme porque ressalta a importância da união na natureza humana porque, apesar de não ser comprovado o que originou os zumbis, acabamos percebendo que tudo o que acontece é por causa da natureza voraz e destrutiva do ser humano. É uma reflexão para lá de profunda para um filme de ação sobre zumbis!
Bem, eu cheguei à conclusão que eu fiquei curiosa para ler o livro para entender melhor a composição da história, mas acho que esse vai ser um daqueles raríssimos casos que o filme conseguiu ser melhor que o livro. =)

qozlZC1q9bsM7PRfdrnhmkweA0n

World_War_Z_book_cover

Uma das capas do livro homônimo ao filme

world_war_z_book_cover_by_Wardy1010

Mais uma capa de uma edição especial de Max Brooks

wwz-zombie-715x620

O livro de Max Brooks e a obra “O guia de sobrevivência Zumbi” (tradução livre).

world-war-z-2

Sites pesquisados:

Adoro Cinema

Revista Quem

Imdb

World War Z Movie (Site Oficial)

Omelete

Max Brooks (Site Oficial)

Em Cena: Man of Steel, O Novo Superman

17 jun

Traçando uma linha entre as histórias em quadrinhos e os sucessos de bilheteria, o Fantástico exibiu nesse domingo, 16, uma matéria sobre o lançamento do novo filme sobre o Superman (Man of Steel).

Cheio de efeitos especiais, com um elenco de peso e figurino moderno e repaginado, a nova adaptação vem como uma das grandes promessas de bilheteria nesse ano, com o ator britânico Henry Cavill no papel de Clark Kent/Kal-El. Será que bate os R$ 2 bilhões de faturamento de Iron Man 3, também lançado esse ano????

2747844-men_of_steel__1978_2013_

images (2)

man-of-steel (1)

man-of-steel

Confira a reportagem completa de Elaine Blast, com entrevista a Henry Cavill e Russel Crowe,  no link:

http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2013/06/novo-super-homem-revela-que-sofreu-bullying-na-infancia.html

Assista ao trailer dessa superprodução que promete:

Sinopse:

Clark Kent/ Kal-El (Henry Cavill) é um jovem jornalista, nascido no planeta Krypton. Adotado na Terra por Martha (Diane Lane) e Jonathan Kent (Kevin Costner), Clark vive atormentado, procurando uma razão de sua existência como terráqueo e como utilizar seus superpoderes para ajudar a humanidade a viver em paz e proteger aqueles que ama.

Ficha Técnica:

Gênero: Ação
Direção: Zack Snyder
Roteiro: David S. Goyer, Christopher Nolan
Produção Executiva: Lloyd Phillips, Thomas Tull
Produção: Charles Roven, Christopher Nolan, Deborah Snyder, Emma Thomas
Elenco: Henry Cavill, Amy Adams, Russell Crowe, Kevin Costner, Diane Lane, Michael Shannon, Christopher Meloni, Laurence Fishburne, Jadin Gould, Ayelet Zurer, Dylan Sprayberry, Tahmoh Penikett, Antje Traue, Michael Kelly
Previsão de Estreia: 12/07/2013

Para conferir o conteúdo adicional do filme, acesse o site oficial de Man of Steel pela Warnerbros.

Sites Pesquisados:

Fantástico (Globo)

IMBD

Warner Bros

Cineart

Cineclick

Em Cartaz: Depois da Terra

13 jun

Foi lançado no dia 7 o novo filme de Will Smith, Depois da Terra (After Earth), do diretor M. Night Shyamalan (“O Sexto Sentido”).

A história se passa em um futuro distante em uma Terra hostil onde, devido a uma chuva de asteroides que derrubou suas naves, o comandante Cypher (Will Smith) e seu filho Kitai Raige (Jaden Smith) precisarão não apenas sobreviver como também aprender a conviver após anos de negligência que afetou a relação de pai e filho.

Eu ainda não pude ir assistir, mas segue abaixo a sinopse e alguns links de críticas sobre o longa.

Sinopse:

Há cerca de mil anos, a Terra se tornou um lugar hostil e forçou os humanos a se abrigarem no planeta Nova Prime, morando em naves espaciais.
Depois de uma missão, o general Cypher Raige (Will Smith) retorna à sua família e ao filho de treze anos de idade, Kitai (Jaden Smith). Mas pouco tempo após seu retorno, uma chuva de asteroides faz com que a nave onde moram caia na Terra.
Com Cypher correndo risco de vida, o jovem adolescente deverá aprender sozinho a domar este planeta encontrando água, comida e cuidando de seu pai.

Ficha Técnica:

Título Original: After Earth
Gênero: Ficção Científica
Distribuidora: Sony Pictures
Roteiro: Garry Whitta e M. Night Shyamalan
Produção: M. Night Shyamalan
Direção: M. Night Shyamalan
Fotografia: Peter Suschitzky
Elenco: Will Smith, Jaden Smith, Zoë Kravitz, David Denman

Crítica da Revista Veja | Crítica do Canal Nerd

 

 

  • ATUALIZAÇÃO – 17/06 às 2:52 a.m.

Confira no link abaixo a entrevista completa dos atores Will Smith e Jaden Smith transmitida nesse domingo do Fantástico, para a Rede Globo:

http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2013/06/minha-infancia-e-na-industria-do-entretenimento-diz-filho-de-will-smith.html

Eventos: Um dia no Cinema

29 maio

Conforme eu compartilhei com vocês aqui, o Solar Social realizou nessa terça-feira, 28, uma ação com crianças e jovens da Apae Taubaté e AAPC no Taubaté Shopping.

O evento foi viabilizado pela empresa Onvale, Shazzan Express, Editora Rica, Taubaté Shopping, parceiros e voluntários e beneficiou 120 crianças e jovens que puderam assistir a uma sessão da animação “O Reino Escondido” (Epic). (Eu não consegui prestar muita atenção no filme, porque procurava prestar atenção nas professoras que acompanhavam as crianças, caso precisassem de ajuda para levá-las ao banheiro. Então não vou fazer uma explicação detalhada de como foi o filme, mas parece ser uma animação divertida e eletrizante e que transmite uma mensagem de proteção ambiental muito boa, então vale a pena levar a criançada no cinema nesse feriadão para assistir!)

Foi uma experiência incrível porque, para muitas crianças aquela era a primeira vez que estavam no cinema e, para algumas, era a primeira vez que iam a um shopping center. Se eu pudesse, trabalharia sempre como voluntária nessas ações apenas para poder ter o prazer de ver e ouvir as risadas gostosas que expressavam o quanto aquilo estava sendo mais do que especial para eles!

Gostaria de parabenizar à equipe do Solar Social pelo trabalho desenvolvido e também agradecer aos leitores do Claquete de Papel que ajudaram na ação ao, simplesmente, compartilhar a postagem para que mais pessoas pudessem contribuir para a realização desse evento.

A seguir estão algumas fotos da ação. Para conferir o álbum completo, acesse o Facebook da Página da Sabida e do Solar Social. (Créditos das Imagens: Márcio Fotografias)

391372_695733690443639_800871738_n

Voluntária Ainoa, Sabida e eu durante a distribuição de lanches pela Shazzan Express

575894_695732853777056_1625716636_n

Voluntários após a distribuição de pipocas e refrigerantes pela Moviecom Cinema às crianças, antes de entrarem para a sessão

580213_695733620443646_1660329048_n

Algumas das voluntárias que ajudaram a monitorar as crianças e jovens

954839_695734043776937_756422333_n

Distribuição de bolas pelo Taubaté Shopping e revistinhas da Sabida pela Editora Rica

970816_695733983776943_50352306_n

971085_695734167110258_2025573824_n

972031_695733367110338_517625848_n

983783_695732880443720_125952564_n

Um dia inesquecível e que ficará marcado para sempre na memória de cada uma dessas crianças e jovens!

Se você tem um propósito, acredite e faça: o pouco que você faz pode significar muito para quem recebe!

Participe também de eventos que promovam a cultura e a inclusão social em sua cidade!

Conheça melhor os organizadores e colaboradores dessa ação:

Solar Social | Artcen Produção de Vídeo | Onvale Soluções em Tecnologia | Apae Taubaté | AAPC | Taubaté Shopping Center | Editora Rica | Moviecom Cinemas | Shazzan Express

Notícias: Shailene Woodley é escolhida para adaptação de A Culpa é Das Estrelas

29 maio

O site da editora Intrínseca divulgou uma notícia sobre a adaptação cinematográfica da obra de John Green, A Culpa é das Estrelas. Segundo a Entertainment Weekly, a atriz escolhida para interpretar a protagonista Hazel Grace no filme será, ninguém mais, ninguém menos que Shailene Woodley.

Vencedora de um Globo de Ouro por melhor atriz coadjuvante e um Spirit Awards por seu desempenho em Os Descendentes, Shailene atualmente está gravando para a primeira adaptação da franquia Divergente e foi escolhida para interpretar Hazel Grace após fazer um teste com outras 250 atrizes.

E parece que John Green aprovou a escolha, porque publicou em seu Twitter:

“Assistindo ao teste dela, eu me senti como se Hazel Grace Lancaster estivesse falando comigo.”

 

tumblr_mlzrno8vtM1qcbtvqo1_250

tumblr_mlzrno8vtM1qcbtvqo3_250

E então, aprovaram a escolha?

Confira a matéria original na página da Editora Intrínseca e alguns gifs com cenas de Shailene como Hazel no Blog Hunter Books.

 

Fora das telas: Um dia no cinema

21 maio

Durante a produção do meu TCC, conheci vários projetos super legais (e inspiradores) que levavam cidadania, educação e inclusão social por meio da música e alguns trabalham até com outras artes. Um deles é o Solar Social, que desenvolve um trabalho exemplar para o desenvolvimento de ações humanitárias que visam trazer mais conscientização, solidariedade e interação entre pessoas.

Desde que conheci o trabalho, sigo tudo pelas Redes Sociais e, verificando meus e-mails, vi essa notícia que tem tudo a ver com vocês, leitores do Claquete de Papel.

No dia 28 de Maio, às 8h30, a empresa Onvale, em parceria com o Solar Social, levará 120 crianças e jovens da APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) e da AAPC (Associação de Apoio à Pessoa com Câncer) para assistir a um filme no Taubaté Shopping, pela Moviecom Cinemas.

Além de poderem desfrutar de toda a emoção que a Sétima Arte proporciona, as crianças ganharão pipocas e refrigerantes da Moviecom Cinemas, presentes do Taubaté Shopping e Editora Rica e um lanche oferecido pela lanchonete Shazzan Express em parceria com voluntários.

Um dia no cinema
É ou não é uma ação super legal?!

E você, leitor do Claquete de Papel, pode participar disso!

Se você mora em Taubaté, ou na região do Vale do Paraíba, há duas maneiras diretas de ajudar:

1 – Trabalho voluntário no dia da ação (precisa-se de 15 voluntários)

2 – Transporte para cerca de 40 crianças da AAPC

 

Mas se você mora longe da região e quer ajudar, também pode! Confira a seguir:

1 – Doação de R$ 1, 50 para a montagem dos kits de alimentação (por criança)

2 – Doação de recursos financeiros para despesas da ação

3 – Divulgação da ação nas redes sociais e veículos de comunicação

 

Ficou interessado, mas não está em condições de ajudar financeiramente ou com o apoio do serviço voluntário? Então participe!

Compartilhe essa postagem em suas redes sociais e ajude nessa causa que vai proporcionar um dia de entretenimento no cinema para essas crianças e jovens!

Para mais informações, visite a página do Solar Social e conheça outras ações realizadas, o histórico da entidade e as empresas que apoiam e participam de suas causas.

 

Notícias: É anunciada trilogia para A Hospedeira

20 maio

Só eu fiquei chocada com essa notícia??? Eu estava procurando sobre o livro final da trilogia A Seleção, cujo nome pode ser The One, e então caí em uma página que falava sobre o anúncio de Stephenie Meyer (Saga Crepúsculo) sobre a continuação de A Hospedeira.

Bem, parece que a notícia não era tão nova e foi feita pela autora na data de estreia da adaptação cinematográfica, em 29 de março. Mas vários sites confirmam que, durante uma turnê de autógrafos na Filadélfia, EUA, Meyer informou trabalhar na continuação da história de Melanie e Peregrina, para transformar A Hospedeira em trilogia, com os seguintes nomes: The Seeker (A Buscadora, em tradução livre) e The Soul (A Alma, em tradução livre).

Sinceramente? Fiquei com medo.

Eu gostei muito da Saga Crepúsculo, mas acho que Meyer deixou a desejar no final dado à história. E em A Hospedeira, conforme eu já comentei aqui, eu gostei mais do filme do que do livro porque o roteiro cobriu os furos que Meyer deixou na história original.

É aquele velho ditado: em time que está ganhando não se mexe.

Ditado esse que, nitidamente, Stephenie Meyer nunca ouviu falar.

Mas, tudo o que é para ser lido, vale um voto de confiança. Então que venham novas publicações cheias de Sci-Fi e Romance para nós!

E que venham mais adaptações no cinema também, com mais Max Irons!!!! *-*

tumblr_lkfwhzaZyF1qex0dmo1_500

(Clique nas imagens para ver o Gif)

tumblr_mep30fREGG1qlxvxuo1_500

Sites pesquisados:

Sobre Sagas

Livros em Série

The Night Owl Post

Sobre Livros

Em Cartaz: Homem de Ferro 3

26 abr

Lançado em HQ em 1963 pela Marvel Comics, o Homem de Ferro volta às telonas nesse 26 de Abril de 2013 no terceiro filme dedicado ao herói mais polêmico de todos. Estou ansiosíssima para assistir e tem que ser na telona do cinema!!!

 

Confira a Sinopse:

Desde o ataque dos chitauri a Nova York, Tony Stark (Robert Downey Jr.) vem enfrentando dificuldades para dormir e, quando consegue, tem terríveis pesadelos. Ele teme não conseguir proteger sua namorada Pepper Potts (Gwyneth Paltrow) dos vários inimigos que passou a ter após vestir a armadura do Homem de Ferro. Um deles, o Mandarim (Ben Kingsley), decide atacá-lo com força total, destruindo sua mansão e capturando Pepper. Para enfrentá-lo Stark precisará ressurgir do fundo do mar, para onde foi levado junto com os destroços da mansão, e superar seu maior medo: o de fracassar.

O Claquete de Papel disponibiliza para vocês os dois Trailers lançados (um legendado e o outro dublado), além da matéria especial feita pelo Omelete e algumas críticas, como a que foi publicada pela Reuters, Rolling Stone Brasil e a Veja.

 

 

 

O que diz o Omelete: Em homenagem à estreia de Homem de Ferro 3 no Brasil (Na Holanda e Noruega a estreia aconteceu dia 24), o site postou vídeos com entrevistas ao elenco e dois vídeos com cinco perguntas sobre o enredo desse filme, um vídeo com spoilers e outro sem. Além disso, há links para matérias já publicadas no site sobre as curiosidades dos HQs do Homem de Ferro! Para ler a matéria completa, clique aqui.

O que diz a Reuters: A agência de notícias já teve acesso ao filme e criticou o trabalho do cineasta responsável por Homem de Ferro 3, Shane Black (Máquina Mortífera; Beijos e Tiros), dizendo que ele fez uma transição acidentada à fantasia de ação. Para ler a crítica completa, clique aqui.

O que diz a Rolling Stone Brasil: O destaque é para o personagem Tony Stark que, segundo a publicação, deveria ser o nome o terceiro filme da franquia já que o lado humano é mais valorizado que o lado “herói” como é mostrado nos outros longas. Leia a crítica completa aqui.

O que diz a Veja: No vídeo, a especialista da revista diz que se divertiu mais do que esperava ao assistir a performance de Robert Downey Jr. nessa nova fase de Tony Stark em Homem de Ferro 3, mas acredita que o ator quis mostrar mais a sua cara que a cara do Homem de Ferro. Assista à critica aqui.

homem-de-ferro-3

Confira alguns horários e salas:

Cinemark | Moviecom | Cinemais | Cinepolis | Kinoplex | Playarte

Em Cena: Rush – trailer

24 abr

Definitivamente, 2013 é o ano do cinema bombar. Como se não bastasse as promessas nacionais, como o “Vai Que Dá Certo”, e as internacionais, como “Homem de Ferro 3” e “Homem de Aço”, esse ano as salas de cinema vão ter muita ação.

Eu já estou na expectativa para que novembro chegue logo e eu possa assistir ao segundo filme da franquia Jogos Vorazes: Em Chamas. Achei que assistindo ao primeiro teaser trailer, essa ansiedade diminuiria, mas só fez aumentar.

E como se não bastasse ver Liam Hemsworth interpretando Gale Hawthorne, a California Filmes publicou na página inicial de seu site o trailer de “Rush – No Limite da Emoção”, o novo filme de Chris Hemsworth. Eita família talentosa que me dá orgulho de ser fã, hein!

Brincadeiras e babações nos irmãos Hemsworth à parte, o filme dirigido por Ron Howard (Apolo 13, Uma Mente Brilhante) e baseado em fatos reais, tem estreia prevista para 13 de setembro e tem no elenco Olivia Wilde, Alexandra Maria Lara, Chris Cowlin, Christian McKay, Daniel Brühl, James Michael Rankin, Jamie Sives, Jay Simpson, Lee Asquith-Coe, Lee Nicholas Harris.

Confira a Sinopse:

“Situado na espetacular, sexy e glamorosa era dourada da Fórmula 1, Rush conta a emocionante história de dois dos maiores rivais que o mundo já viu – o bonitão playboy inglês James Hunt (Hemsworth) e seu metódico e brilhante oponente Niki Lauda (Brühl). Acompanhando a vida deles dentro e fora das pistas, Rush observa os dois pilotos enquanto eles se esforçam para atingir a máxima resistência física e psicológica, onde não há atalho para a vitória, nem margem para erros. Se cometer um erro, você morre.”

E então, ficaram curiosos ou não? Vale a pena dar uma conferida no trailer!

 

O Omelete divulgou uma matéria sobre Rush, onde é possível conferir fotos de algumas cenas do filme e bastidores em alta resolução.

Rush-10Abr2013_03 Rush-11ago2012-01 Rush-11ago2012-03 Rush-11ago2012-04 Rush-11ago2012-05 Rush-set-20abr2012-03

Sites pesquisados:

Omelete

Cinepop

California Filmes

Fora das telas: A mais influente de todas!

19 abr

O site Distrito 13 divulgou a notícia sobre a capa da Times com a famosa lista das 100 pessoas mais influentes da atualidade. Entre nomes como Kate Middleton, Steven Spielberg e Michael Kors, o destaque da capa foi para a jovem atriz Jennifer Lawrence.

Indicada em 2011 por “Inverno da Alma”, a estrela da franquia de Jogos Vorazes levou o Oscar de Melhor Atriz em 2013 por sua atuação em “O Lado Bom da Vida”.

Na matéria dedicada a ela na Times, há um depoimento da atriz e diretora Jodie Foster, que elogiou JLaw por seu trabalho em Inverno da Alma ao traçar o perfil da jovem atriz para a revista:

 

“Você deve lembrar onde estava quando sentiu isso pela primeira vez, como você ficou travado no mesmo lugar como um pequeno animal ponderando seu fim. O olhar de Jennifer Lawrence. Ele faz um corte a fogo nas suas entranhas. Um ajuste de contas. Eu me lembro de ir aos bastidores de Inverno da Alma e pensar: sem dúvidas, essa garota sabe atuar. Mas, cara, ela também sabe ser. Todos aqueles segredos dolorosos no seu rosto, o sentimento de que há algum passado terrível que deixou inevitavelmente ossos tortos e cansaço como consequência. Ela se caracteriza com a dor de viver — algo que nenhum dos seus personagens jamais teria energia para articular. É uma parte dela, como pele e músculos. A boa notícia é que Jen com seu bom humor, a bicuda, de espírito livre com um alter ego de voz rouca e uma inclinação a comer besteiras… Jen, a Maria-homem do Kentucky — se reúne nisso tudo. Uma comédia. Uma joia. Uma joia com um olhar matador.”

 

g9530.70_jennlawB.indd

 

 

Mas a Times não foi a única a se manifestar sobre o talento da atriz. Peter Travers da Rolling Stone  escreveu:

“Lawrence é uma espécie de milagre. Ela é rude, suja, engraçado, boca suja, descuidada, sexy, vibrante e vulnerável, às vezes todos na mesma cena, no mesmo fôlego. Nenhuma lista de candidatos ao Oscar de melhor atriz estaria completa sem o eletrizante nome de Lawrence na liderança”

 

Além disso, Todd McCarthy do The Hollywood Reporter, escreveu sobre a franquia Jogos Vorazes dizendo que “Lawrence encarna Katniss, assim como se poderia imaginar ela a partir do romance, com gravidade impressionante e presença”, em última análise, chamando-a de “atriz de cinema ideal”.
E Kenneth Turan do Los Angeles Times afirmou que Lawrence é o “melhor desempenho possível como Katniss e é o fator chave para fazer The Hunger Games um envolvente entretenimento popular com unidade narrativa forte, que prende nossa atenção”.

jl-times-002

 

(Foto do ensaio produzido para a revista Times)

 

Minha opinião

Quando ocorreu a premiação no começo do ano, além do engraçado tombo de JLaw ao ir buscar o prêmio, muita gente ficou dizendo em redes sociais que a atriz não merecia a estatueta e que sua atuação na adaptação de David O. Russel nem foi tão boa se comparada aos das outras indicadas à categoria de Melhor Atriz para 2013.

Aí eu me pergunto: Será que a Times, a Rolling Stones, Jodie Foster, o jornalista Todd McCarthy do The Hollywood Reporter e Kenneth Turan do Los Angeles Times estão tão equivocados assim?????

Eu acho que não, afinal contra talento não há argumento!

O Claquete de Papel parabeniza Jennifer Lawrence por mais uma conquista em sua carreira, porque não é todo dia e não é qualquer um que tem o rosto estampado na edição da Times com os destaques do mundo , né?
Eu admiro muito o trabalho da atriz e, além de estar ansiosa para vê-la na continuação da trilogia distópica que amo, estou curiosa para ver o novo trabalho dela cujas fotos dos bastidores vazaram, mostrando ela caracterizada ao lado de seu parceiro de O Lado Bom da Vida, Bradley Cooper. Esse filme vem sendo filmado em Natick, Massachussetts, e conta com Christian Bale (trilogia Batman), Jeremy Renner (Os Vingadores) e Amy Adams (O Mestre), sob a direção do mesmo David O. Russel de O Lado Bom da Vida que rendeu o Oscar a JLaw. E também tem um filme dela que faz tempo que procuro para assistir: The Poker House (2008). Dizem que é muito bom!

15088_496941413686733_1419573480_n 526638_498792936834914_501485006_n 547084_496945690352972_899587470_n 554098_496944663686408_220074331_n 644212_496943763686498_760205555_n

 

Para ler mais detalhes sobre a capa da Times com Jennifer Lawrence, acesse um dos sites pesquisados por mim para a produção desse post!

 

Sites pesquisados:

Distrito 13

Revista Caras

O Globo

Revista Claudia

Entertainment Weekly

Los Angeles Times

Em Cena: Avesso de trás para frente

17 abr

Estava eu assistindo ao programa Zoo da Band (Sim, eu prefiro ver isso àquela novelazinha sem pé nem cabeça do horário nobre da Globo), e a Paloma Tocci apresentou o vídeo do cineasta israelense Messe Kopp. O filme já foi visto mais de 4 mil vezes no Youtube e tem ganhado as redes sociais por instigar os espectadores.

Você assiste se perguntando se Messe Kopp gravou tudo ao contrário ou se gravou normal e editou. E aí é que entra o vídeo da produção, onde ele mostra como cada ação foi gravada.

É muito louco! É o tipo de loucura criativa que merece ser comentada e compartilhada!

Confira o vídeo na íntegra e depois o Side by Side com o original:

Bem legal né?

O humorista Oscar Filho, do CQC, publicou em sua página no Terra um post sobre esse trabalho do cineasta Messe Kopp.

http://oscarfilho.terra.com.br/tag/messe-kopp/

Para conhecer mais do trabalho desse cineasta, curta sua Fanpage no Facebook.

Quatro Notas

E algo mais...

BOOK GRAPHICS

A busy author's best friend

That's My Happy Place

“Li livro durante toda a minha vida. E, quando mais precisei lê-los, os livros me deram tudo o que pedi e mais."

everythingofnothing

tudo o que se cala, se transforma...

Camafeu da Lia

O Diário de Uma Águia Francesa

Fome de Leitura

Resenhas de livros, indicações e tudo para quem, assim como nós, adora devorar um livro!

Revista Marabá

Tudo o que envolve cinema e ações que incentivam o gosto pela sétima arte

Espartilho

Entendendo o universo feminino

Brunices

Livros, séries, filmes, música, e tudo o mais que a minha cabeça quiser e inventar :D

deixadenerdice

e vamos tomar uma cerva?

The WordPress.com Blog

The latest news on WordPress.com and the WordPress community.